Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 08 Mai 2021

FVS-AM descarta relação entre morte de idoso e vacina contra Covid-19

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) informou nesta terça-feira (16), que o óbito de um homem, de 83 anos, registrado em Manaus no dia 30 de janeiro, não tem relação com a dose do imunizante AstraZeneca/Oxford, contra a Covid-19, tomada pelo homem no dia 29 do mesmo mês.

A investigação, como Evento Adverso Pós-Vacinação (EAPV), foi realizada pelo Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), órgão vinculado à Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, em parceria com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado.

O laudo de necropsia aponta que a causa da morte do idoso foi infarto agudo do miocárdio (músculo cardíaco). Portanto, o óbito foi descartado como ocorrência associada à vacina contra o novo coronavírus.

A FVS-AM acrescenta que o manejo apropriado dos EAPV é essencial para manter o sistema de vigilância sensível, avaliar a segurança do produto e dar resposta rápida a todas as preocupações da população relacionadas às vacinas.

A investigação foi realizada pelo Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE). Foto: Divulgação/Semsa

Vacinação

Dados parciais do Programa Nacional de Imunização, da FVS-AM (PNI/FVS-AM) apontam que 204.574 doses foram aplicadas em todo o estado até esta segunda-feira (15), sendo 197.680 de primeira dose e 6.894 de segunda dose.

Em 25 de janeiro, o Amazonas recebeu 44.600 doses da CoronaVac. Em sete de fevereiro, o estado recebeu mais 96.200 doses da CoronaVac.

O Plano Operacional da Campanha de Vacinação contra Covid-19 no Amazonas é desenvolvido pela FVS-AM, com base nas orientações do Ministério da Saúde (MS).

Veja mais notícias sobre AmazonasNotícias.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 08 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/