Manaus 30º • Nublado
Quarta, 20 Outubro 2021

Estações podem ajudar no problema do esgoto lançado em rios e igarapés

Estações podem ajudar no problema do esgoto lançado em rios e igarapés
Foto: Divulgação/Ecoete
Segundo dados do Atlas do Saneamento de 2011, publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 14% do esgoto produzido em Manaus recebe tratamento. A publicação também aponta que, deste total, 29% recebe algum tipo de coleta. O restante do esgoto da cidade não é sequer coletado. E se fosse possível tratar o esgoto antes que ele chegasse as fontes de água? Uma empresa sediada na capital do Amazonas oferece um serviço que pode melhorar em até 90% a qualidade dos resíduos domésticos descartados como esgoto.

A Ecoete trabalha com soluções ambientais na Região Norte e um dos serviços que oferece é a Estação de Tratamento de Esgoto Compacta (ETE). O equipamento tem aproximadamente 1,6 metro de altura e realiza a limpeza do resíduos de esgoto doméstico em quatro etapas. De acordo com o engenheiro Antônio Bento Neto, a estação funciona como um despoluidor que captura as impurezas e melhora a qualidade deixando ele menos pesado para a natureza. 
Foto: Divulgação/Ecoete
Antônio explica as etapas funcionam de maneira relativamente simples. “Na primeira etapa, um tanque reserva o esgoto e utiliza as próprias bactérias do resíduo para transformar todo o material num lodo. O lodo quando homogeneizado passa por filtros feitos de fios plásticos que capturam as bactérias num filme biológico. Por fim todo o material passa a um compartimento onde plantas da espécie Iris ssp. ajudam no processo de limpeza da água. Ao final do processo, o equipamento elimina o resíduos como um líquido translúcido”.

Todo esse processo, no entanto, ainda deixa resquícios de substâncias que podem que comprometem a saúde humana. O resultado entretanto é um esgoto com 90% menos substâncias danosas ao meio ambiente. “Os rios e igarapés de Manaus têm um limite máximo de absorção e desintegração de materiais orgânicos. Se todos tivessem algum tratamento de esgoto, antes que esse material fosse jogado nos rios, hoje nós teríamos fontes muito mais limpas”, afirma Antônio.

Sistemas como o oferecido pela Ecoete são usados em todo o mundo devido ao aumento da atenção mundial para a poluição, o aquecimento global e formas de cuidar da natureza. A empresa também produz sistemas de tratamento de esgoto para barcos, casas, shoppings, pequena e grandes empresas.

Internacional

O diretor de marketing da Ecoete, Guilherme Bento, diz que houve um aumento no número de pedidos da estação de tratamento em outros Estados e países. “Nós temos recebidos muitas ofertas do exterior para adquirir o sistema. Esperamos que no Brasil a preocupação com o meio ambiente cresça e mais empresas destinem parte do orçamento ao cuidado com o meio ambiente”, diz.

Veja mais notícias sobre Especial Publicitário.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 21 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/