Manaus 30º • Nublado
Quinta, 22 Fevereiro 2024

Série de podcast explora legado cultural japonês em Parintins

A série de podcast 'Koutakusei: o sonho japonês na Amazônia' retrata, em cinco episódios, a história dos Koutakuseis, japoneses que participavam do projeto 'Koutaku de imigração para a Amazônia', que ocorreu no início da década de 1930. Fruto do projeto de extensão 'Cidadania e memória digital koutakusei: narrativas em rede sobre a imigração japonesa em Parintins (AM)', desenvolvido por estudantes do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) no município amazonense, a produção contou com a colaboração de associações japonesas da região.

Sob a orientação da professora Marina Magalhães e do bolsista de apoio técnico Sebastião Nascimento, a obra revela aspectos da imigração nipônica em Parintins e ressalta o legado cultural ainda pouco abordado. A série está disponível nas plataformas de streaming Spotify e SoundCloud do Projeto Cidadania Digital (Procidig).

Cada episódio retrata um aspecto do processo de imigração:

Episódio 1: O projeto - explora a motivação por trás da iniciativa (com produção de Evellyn Brito, Analu Medeiros e Michelle Castro)

Episódio 2: Chegada e adaptação - aborda as experiências iniciais dos imigrantes japoneses após a chegada à região amazônica, discutindo os desafios enfrentados pelos novos moradores (com produção de Jailson Amazonas e Ana Beatriz Viana)

Episódio 3: O ciclo da juta - mergulha no ciclo econômico desta fibra e no seu impacto em Parintins (com produção de Sebastião Nascimento e Yandrei Farias)

Episódio 4: Vila Amazônia, um sonho interrompido - aborda a história da Vila Amazônia e o impacto da Segunda Guerra Mundial no projeto Koutaku (com produção de Gustavo Guerreiro, Amanda Belém e Kaylane Castro)

Episódio 5: Sayonara, o fim da jornada - encerra a série, explorando o legado destes imigrantes para a história do município de Parintins, no Amazonas (com produção de Paulo Expedito, Gabriel Lima e Oliver Freire)

A identidade visual da podsérie foi produzida pelo técnico do laboratório de Webjornalismo (Ufam), Wando Luis Costa (Farelo Experimentações Visuais e Artísticas).

Construção da Vila Amazônia. Foto: Reprodução/Associação Koutaku do Amazonas

Parceria 

A produção da podsérie se consolidou a partir de uma parceria com a Associação Koutaku do Amazonas, entidade voltada para a preservação da história dos Koutakuseis no Amazonas, e com a Associação Nipo Brasileira de Parintins (ANBP).

Valdir Sato, presidente da Associação Koutaku do Amazonas, celebra a iniciativa: 

"A nossa associação tem como missão principal não deixar que a história dos koutakuseis, nossos pais, caia no esquecimento dos descendentes e da sociedade em geral, e esse projeto, utilizando das mais modernas tecnologias de comunicação, com certeza, contribuirá muito com a nossa missão".

Na liderança da ANBP, Elizeu Inomata busca despertar o interesse dos descendentes de japoneses e de outros públicos pela história apresentada na podsérie. "Para nós, descendentes, esse esforço da Universidade é de extrema importância, pois terá um alcance considerável, principalmente entre os jovens que não estão familiarizados com essa história, o que ainda é um grande desafio para nossas associações. Isso reforça nossa luta diária", avalia.

Inomata ressalta a resistência das novas gerações em conhecer a trajetória de seus ancestrais e participar ativamente da comunidade japonesa. Por isso, enfatiza seu compromisso em liderar a ANBP, trabalhando para que os mais jovens reconheçam e valorizem suas raízes históricas. Exemplo desse esforço é o convite aos jovens descendentes para integrarem ativamente a associação e sua comissão diretora, como é o caso de Tosui Kunimune, atualmente segundo secretário da instituição.

Kunimune, que participou ativamente das etapas de produção, destaca o papel da podsérie para a preservação da história dos Koutakuseis, especialmente em novos formatos de áudio.

"Como descendente, é uma grande satisfação ver essa história sendo preservada através deste projeto e ter contribuído para isso. Tenho certeza de que meu avô, que foi Koutakuseis da primeira turma, estaria imensamente feliz, assim como meu pai também estaria. Agradeço imensamente pela preservação da nossa história, pela oportunidade de compartilhá-la com aqueles que ainda não a conhecem",

declara.
Estudantes e professores que desenvolveram o projeto. Foto: Reprodução/Ufam

O projeto de extensão "Cidadania e Memória Digital Koutakusei" faz parte do projeto de pesquisa Cidadania Digital (Procidig/Fapeam), coordenado pela professora do curso de Jornalismo da Ufam-Parintins, Marina Magalhães. Docente das disciplinas de Radiojornalismo I e II, a professora destaca a importância de experimentar novos formatos narrativos dentro do Jornalismo, a fim de alcançar um público diverso, incluindo as novas gerações.

"Também escolhemos esses formatos levando em conta a importância da linguagem em áudio no interior do Amazonas, lugar em que a internet ainda encontra limitações", avalia Magalhães. "Foi muito bonito ver a movimentação dos estudantes com os descendentes dos Koutakuseis e com outros pesquisadores do tema, como o professor Camilo Ramos, da Universidade do Estado do Amazonas, em busca do resgate dessas histórias. Fomos até a Vila Amazônia, numa visita guiada pelo professor Camilo, acompanhados pelos descendentes, para conhecer mais sobre esse legado".

O projeto Cidadania Digital é financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), por meio do Edital Humanitas (Edital n.05/2022). A iniciativa está vinculada ao grupo de pesquisa Visualidades Amazônicas (VIA/UFAM/CNPq) e tem como parceiro o Centro Internacional de Pesquisa Atopos (ECA/USP), dentre outras instituições. Já o projeto de extensão 'Cidadania e Memória Digital Koutakusei' tem apoio da Pró-Reitoria de Extensão (Proext) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).


Veja mais notícias sobre CulturaEducaçãoAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 22 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/