Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 30 Outubro 2020

Projeto internacional beneficiará comunidades ribeirinhas do Amapá com energia elétrica

ilha das cinzas amapa

O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) será parceiro do projeto de extensão: "Solar Energy for food sovereignty of riverbank families" (Energia solar para soberania alimentar das famílias ribeirinhas), financiado pela Fundação Honnold. O projeto foi um dos selecionados dentre as mais de 700 propostas de 150 países.


A execução será pela Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas da Ilha das Cinzas (Brasil) e contará também com a parceria da Embrapa Amapá; Centro de Energia e Sociedade – Arizona State University (EUA); e Instituto de Avaliação de Tecnologia e Análise de Sistemas – Instituto de Tecnologia Karlsruhe (Alemanha).

O projeto beneficiará 50 famílias residentes na comunidade Ilha das Cinzas. (Foto:Divulgação/Unifap)


O projeto

O projeto beneficiará 50 famílias residentes na comunidade Ilha das Cinzas, fornecendo energia solar para necessidades humanas básicas e cadeias produtivas que envolvam manejo florestal sustentável (através de irrigação solar, fertilização e manejo dos açaizais) e segurança alimentar: refrigeração da pesca e processamento do açaí para consumo local e comercialização do excedente.

Seleção

A seleção foi no âmbito de um edital internacional promovido pela Fundação Honnold voltado para projetos em energia solar que promovam equidade social, econômica e redução de impactos ambientais. Estavam elegíveis para participar do edital, organizações sem fins lucrativos que trabalhem diretamente com comunidades, ou comunidades organizadas em forma de Associações. Nas propostas, as Universidades e Instituições de Pesquisa poderiam ser parceiras para apoio técnico.

"Neste sentido, organizamos um grupo de trabalho para submissão de uma proposta para a Ilha das Cinzas, pois se enquadrava no referido edital. A construção da proposta foi liderada por Marcelino Carneiro Guedes, pesquisador da Embrapa Amapá e docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais PPGCA/UNIFAP", explicou o diretor do Laboratório de Energias Renováveis/CEE/UNIFAP, Prof. Dr. Alaan Ubaiara Brito.


Ilha das Cinzas, no Amapá. (Foto:Divulgação/Unifap)


A parceria

A Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas da Ilha das Cinzas (ATAIC) irá coordenar o projeto e fará a gestão do recurso financeiro. O laboratório de energias renováveis da Universidade Federal do Amapá dará apoio técnico no dimensionamento e instalação dos sistemas solar fotovoltaicos.

A Embrapa Amapá vai fornecer apoio técnico para desenvolvimento das cadeias produtivas que envolvam manejo florestal sustentável e segurança alimentar, e Karlsruhe Institute of Technology (Germany) e Arizona State University (USA) irão trabalhar o nexo energia-pobreza e o valor social da energia com os membros da comunidade visando identificar e estabelecer melhores estratégias comunitárias para usar a energia para combater a pobreza e melhorar as condições de vida das famílias locais.

Os representantes de cada instituição na proposta são: Miguel do Socorro Miranda de Souza – Presidente da ATAIC; Alaan Ubaiara Brito – Laboratório de Energias Renováveis/CEE/UNIFAP; Marcelino Carneiro Guedes – Embrapa Amapá; Davi Ezequiel François – Karlsruhe Institute of Technology (Germany) e Mary Jane Parmentier – Arizona State University (USA).

Veja mais notícias sobre EducaçãoSustentabilidadeAmapá.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 30 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/