Manaus 30º • Nublado
Quarta, 27 Outubro 2021

Manacapuru: zero de evasão escolar

Manacapuru: zero de evasão escolar
Foto: Evaldo Ferreira/Jornal do Commercio
“Criança que aprende, é criança na escola”. Foi seguindo fielmente esse lema, que a escola Zoraida Ribeiro Alexandre, em Manacapuru, conseguiu chegar ao inédito 5,4 pontos no Ideb 2015. “Temos um professor, o Francisco Valdemir que, sempre que necessário, percorre os bairros periféricos da cidade para saber por que determinado aluno está faltando, e lá ele encontra toda sorte de situações: de pais alcoólatras a presos na cadeia. Às vezes pai e mãe são alcoólatras ou os dois estão presos e o filho fica com alguém da família. E acontece do professor ser colocado para fora de determinado local, quando os traficantes da área não gostam da presença dele”, contou Elaine Barroso, pedagoga da Zoraida.

“Apesar de todas as dificuldades encontradas pelo professor Francisco, comemoramos o resultado de suas ações ao zerarmos a evasão escolar”, comemorou Jackson Azevedo de Souza, gestor da Zoraida desde 2014.

A escola foi fundada em 2003 e atualmente reúne 619 alunos cursando o ensino fundamental. À noite ainda atende aos cursos técnicos do Ifam (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas). Um dos projetos desenvolvidos na escola é o “Ciranda AmaZora, Amor pela Fauna e Flora”, de autoria do professor Clemente Furtado.

“Cada ano é escolhido um tema, estudado ao longo do ano. Em 2016 o tema está sendo ‘Índios da Amazônia’, então cada sala de aula recebeu o nome de uma etnia indígena e os professores realizam trabalhos sobre a cultura desses povos”, explicou o gestor. O projeto foi certificado pela Unesco. Neste ano haverá até o lançamento de um livro, no dia 29 de setembro, com poesias selecionadas dos alunos sobre os povos que estudaram.

Orgulho da fanfarra

Outro projeto é a “Caravana do Conhecimento”, quando profissionais de outras áreas vão até a escola dar palestras sobre sua profissão. “Temos também a fanfarra, um de nossos orgulhos. A maioria dos alunos quer integrar a fanfarra, mas dela só participam os melhores.

Este ano fomos convidados pela Seduc a participar do Festival de Fanfarras aqui em Manacapuru. Fizemos bingos, ajudados pelos pais, para comprar os uniformes e os instrumentos. Só nos instrumentos gastamos R$ 7 mil”, lembrou o gestor.

“Acredito que a reestruturação do nosso método de alfabetização (o sociolinguístico, uma reinvenção do método Paulo Freire) foi um dos principais responsáveis pela evolução de nossos alunos”, explicou Elaine. “Aqui, desde cedo os alunos aprendem a fazer provas de múltipla escolha, coisa que eles encontrarão pelo resto de suas vidas de estudante, tanto na escola, quanto na faculdade e até para realizar algum concurso público”, completou Jackson.

Manacapuru

Fundação: 1932 (elevada à condição de cidade)
Distância de Manaus: 99,8 km (pela AM-070 – Manoel Urbano)
População em 2016: 95.330 pessoas (estimada)
Quem nasce lá é: Manacapuruense
Secretário de Educação: Wellington Senna
Escolas: 184 no total
Ideb 2015: 4,9 (Ideb da escola Zoraida Ribeiro Alexandre: 5,4)

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 27 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/