Manaus 30º • Nublado
Quarta, 30 Novembro 2022

Heróis da Natureza: jogo de cartas desperta curiosidade sobre preservação do meio ambiente

foto-de-capa-herois-da-natu

O jogo de cartas 'Heróis da Natureza' tem despertado a curiosidade de crianças e adolescentes. Isso porque o jogo possui o objetivo de incentivar a prática de sustentabilidade e empatia com a natureza.

São 40 cartões que ensinam como reciclar de forma correta por meio da construção manual de garrafas pets e caixas de papelão, itens que antes iam para o lixo, sendo transformadas em novos brinquedos.

O Portal Amazônia conversou com o diretor editorial da MOL, Dilson Branco, que explicou sobre o processo de criação e idealização das cartas, que fazem referências a lendas amazônicas, como o Saci, a Caipora e o Boitatá.
Foto: Reprodução/MOL

Os cartões ensinam de forma dinâmica, desde dobraduras - com animais da floresta - até informativos educativos sobre tradições indígenas, além da importância da biodiversidade. Eles fazem parte de uma colaboração entre a editora de livros 'Mol', a 'PBKids' e a 'Ri Happy', que juntos fundaram o projeto 'Cata uma Carta'.

Algumas cartas destacam lendas brasileiras relacionadas ao meio ambiente. 

"Além de Iara e Curupira, também temos o Saci, Caipora e Boitatá. Acreditamos que é uma forma lúdica de aproximar as crianças do tema da preservação, pois são personagens carismáticos, que instigam a curiosidade e despertam a imaginação. Fomos atrás de fontes de pesquisa, como o próprio Portal Amazônia. Neste projeto, focado no Brasil como um todo, não buscamos colaboradores com um perfil geográfico específico, ao contrário do que costumamos fazer em publicações que possuem tema ou público-alvo mais delimitados",

declarou Dilson.
Foto: Reprodução/MOL

As cartas estimulam a interação entre as crianças e seus familiares, fortalecendo laços e desenvolvendo habilidades como criatividade, raciocínio e coordenação.

"A compreensão de que a educação ambiental é essencial para o futuro da humanidade. Acreditamos que é fundamental esse tema estar em pauta, ser levado até as crianças, fazer parte das conversas em família, para que a sociedade perceba a importância de estabelecer uma relação mais sustentável com o meio ambiente. Vivemos uma época em que a proteção ao meio ambiente, mais do que nunca, deveria ser prioridade em todos os círculos sociais. Afinal, é nosso futuro que está em jogo", revelou o diretor editorial da MOL.

O projeto 'Cata uma Carta' tem como intuito acumular doações para Organizações Não Governamentais (ONGs), beneficiando áreas como a saúde e a educação. Os baralhos da Coleção 'Cata Uma Carta' já doaram mais de R$ 750 mil para ONGs. 

Para aumentar o engajamento e interesse das crianças, a editora idealizou o projeto com cartas que apresentam pontuação, variando conforme o grau de dificuldade, estimulando as crianças e famílias a atingirem a maior soma possível. 

Foto: Reprodução/MOL

Projetos sobre a Amazônia

Ainda pensando em incentivar a leitura e estimular o contato com o meio ambiente, a editora MOL também lançou o livro 'Só tem na Amazônia', que conta com 50 aprendizados inspirados nas riquezas naturais e culturais da Amazônia.

"São patrimônios únicos e encantadores, incluindo esplendores da geografia, como o Encontro das Águas e o Monte Roraima; animais e plantas exuberantes, como a arara-vermelha, o boto-vermelho, a vitória-régia e a sumaúma; tesouros do folclore, como o Festival de Parintins e o Curupira; delícias da gastronomia, como o açaí, o tucupi e a pimenta jiquitaia; e muitas outras maravilhas", ressaltou o diretor editorial.

Foto: Reprodução/MOL

O livro descreve frutos amazônicos, como a andiroba e seu poder curador, além de valorizar o artesanato indígena, estando disponíveis para venda em todo Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre.

"O livro é feito por e para amazônidas: os textos e ilustrações foram produzidos por profissionais da Região Norte do Brasil, e a venda em lojas físicas é realizada com exclusividade pela Bemol. Mas também é uma leitura empolgante para quem nunca esteve na Amazônia: é impossível não sentir vontade de visitar a região para conhecer de perto tantas belezas", finalizou Dilson Branco.

Veja mais notícias sobre EducaçãoMeio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 30 Novembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/