Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 21 Janeiro 2021

Cinco maiores municípios de Rondônia representam 61,1% do PIB estadual

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios brasileiros mostrou que, em 2018, Porto Velho (R$ 16,6 bilhões), Ji-Paraná (R$ 3,3 bilhões), Vilhena (R$ 2,7 bilhões), Ariquemes (R$ 2,4 bilhões) e Cacoal (R$ 2,1 bilhões) foram os cinco maiores PIBs em Rondônia e representaram 61,1% do PIB estadual, percentual um pouco menor que o registrado em 2017, quando estes cinco municípios representaram 61,9%.

Também foi possível observar que os menores PIBs em Rondônia estavam nos municípios de Primavera de Rondônia (R$ 60 milhões), Teixeirópolis (R$ 89 milhões), São Felipe d'Oeste (R$ 89 milhões), Pimenteiras do Oeste (R$ 104 milhões) e Rio Crespo (R$ 106 milhões). Com exceção de Pimenteiras do Oeste, as duas atividades que mais agregaram valor aos PIBs destes municípios foram a administração pública e a pecuária.

Rio Madeira/Porto Velho - Foto: Eduardo Ferreira/Unsplash

Em relação ao PIB per capita, Pimenteiras do Oeste, Corumbiara, Castanheiras, Porto Velho e Pimenta Bueno foram os maiores. Já os menores foram nos municípios de Costa Marques, Vale do Anari, Cujubim, Alto Paraíso e Machadinho d'Oeste.

Os maiores crescimentos proporcionais entre 2017 e 2018 ocorreram nos municípios de Cadeias do Jamari (15,6%), Itapuã do Oeste (13,9%), São Miguel do Guaporé (12,4%), Vale do Anari (11,6%) e Cujubim (10%). Já Alto Alegre dos Parecis, Ministro Andreazza, Santa Luzia d'Oeste, Primavera de Rondônia e Corumbiara apresentaram as maiores quedas de valores do PIB.

Verificou-se ainda que, entre os 30 maiores municípios da Região Norte, Porto Velho foi o terceiro maior PIB. Manaus estava na liderança, com R$ 78 bilhões, e Belém ocupou a segunda posição, com R$ 31 bilhões. Ji-Paraná, Vilhena, Ariquemes e Cacoal também estão na lista, ocupando as posições 18ª, 19ª, 22ª e 24ª respectivamente.

Porto Velho também aparece na 59ª posição entre os municípios do país em relação ao PIB. A capital rondoniense estava na 40ª posição em valor adicionado na agropecuária, com R$ 586 milhões; na 73ª posição em valor adicionado na indústria, com R$ 3,8 bilhões; na 66ª posição em serviços, com o valor de R$ 6,6 bilhões, e na 29ª posição na administração e defesa, com R$ 3,4 bilhões. 

Veja mais notícias sobre EconomiaRondônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 21 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/