Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 05 Agosto 2020

Teresa Surita lidera intenção de voto para prefeitura de Boa Vista, segundo Ibope

Teresa Surita lidera intenção de voto para prefeitura de Boa Vista, segundo Ibope
Na primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito de Boa Vista, a atual administradora, Teresa Surita, sai na frente com liderança absoluta: 70% das intenções de voto. A pesquisa foi divulgada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) nesta terça-feira (30) e encomendada pela Rede Amazônica. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. 
Foto:
Em segundo lugar figura Sandro Baré, com 3%, seguido por Abel Galinha, Jeferson Alves, Marcio Junqueira e Roberto Ramos, com 2% cada. Também empatados com 1% das intenções de voto estão Alex Ladislau, Kalil Coelho e Luis Oca. Brancos e nulos representam 10%. Os outros 6% não sabem ou não resopnderam a pesquisa. 
Rejeição

O Ibope também perguntou quais candidatos não receberiam votos de forma alguma. O candidato Abel Galinha obteve o maior índice de rejeição com 42%. Márcio Junqueira assumiu a segunda posição com 34% da rejeição. 
Sandro Baré ficou com 30%, seguindo por Luis Oca, com 20%. Abaixo disso estão Alex Ladislau, com 15%; Kalil Coelho, com 14%; Jeferson Alves, com 13%; e Roberto Ramos com 11%. Ainda eu seja a mais cotada para continuar na liderança da prefeitura, Teresa obteve 8% de rejeição. Poderiam votar em todos, 3%. Não sabem ou preferiram não opinar 12%. 
Além da intenção de voto, o Ibope pesquisou qual a avaliação popular da atual prefeita Teresa Surita. A administração de Teresa foi avaliada como ótima ou boa por 73% dos entrevistados. Avaliaram como regular, 21%; e 6% afirmaram ser ruim ou péssima. 
Necessidades
O Ibope também questionou a população sobre as principais dificuldades enfrentadas. A população de Boa Vista, 52%, classifica como o maior problema a saúde no município. Segurança ficou com 9%, calçamento de ruas e avenidas com 7%, geração de emprego com 6% e rede de esgoto com 5%. Além disso também foram citados educação, trânsito, transporte coletivo e corrupção empatados com 3% cada; e impostos e taxas empatados com 2% cada. Empatados com 1% cada um ficaram assistência social, iluminação pública, limpeza pública, habitação e administração pública. 
A pesquisa foi realizada com 602 entre os dias 25 e 28 de agosto. O nível de confiança é de 95%, isso significa que considerando a margem de erro, que é de 4%, a chance do resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa Ibope/Rede Amazônia foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Roraima. 

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 05 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection