Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 02 Abril 2020

Saiba como Roraima tem se tornado destaque no combate ao Coronavírus

Roraima registrou, no último sábado (21), os dois primeiros casos de coronavírus no Estado, se tornando então o último Estado do Brasil a confirmar a doença. Diante da situação, o governo local já tomou as medidas que todo o país vem tomando de tentativa de contenção da transmissão do vírus Covid-19, mas tem se destacado diante delas.

A "Operação Acolhida" irá construir hospital para atender pacientes com coronavírus em Roraima. Ainda sem data para funcionar, estrutura vai atender, inicialmente, 80 pacientes. É hospital de campanha para atender pacientes infectados. A estrutura é feita pela Operação Acolhida, missão humanitária que cuida da imigração venezuelana, e tem parceira com o governo e prefeitura de Boa Vista.
Roraima terá hospital emergencial para tratar doentes (Foto: Divulgação)

A previsão é que a estrutura física do hospital, chamado pela Acolhida de 'Área de proteção cuidado', seja entregue nesta terça-feira (24). O local na BR-174, bairro 13 de Setembro, zona Sul e Boa Vista. 

O governo do Estado já suspendeu as aulas de todo o estado como medida de prevenção ao novo coronavírus. A prefeitura proibiu shows em bares e atividades em balneários e praças. O município recomendou ainda que sejam suspensas missas e cultos religiosos, bem como atividades de bares e restaurantes.

A Universidade Federal de Roraima (UFRR) também suspendeu as atividades da instituição. Inicialmente, o reitor José Geraldo havia optado por um regime de aulas virtuais, mas mudou de posição por conta de alunos em vulnerabilidade social que têm dificuldade para ter acesso a computador e internet.

O presidente Jair Bolsonaro também determinou o fechamento de fronteiras do Brasil com outros países da América Latina. O que afetou os municípios de Pacaraima e Bonfim, que fazem fronteira com a Venezuela e Guiana.

A medida deve durar 15 dias. O tráfego de transporte rodoviário de cargas segue liberado. Até a última atualização, a Venezuela apresentou 42 casos confirmados da doença.
Governo Federal determinou fechamento da fronteira de Roraima (Foto: Divulgação)

Paralisação de atividades

A pandemia de coronavírus afeta escolas e universidades, transporte público, serviços de saúde, comércio, órgãos públicos e eventos. Confira os serviços que foram afetados:

- Estão suspensas, até o dia 31 de março, aulas em escolas públicas e privadas municipais, e estaduais. 

- A Universidade Federal de Roraima suspendeu, por tempo indeterminando, todo o calendário de aulas e manteve apenas serviços essenciais. A Universidade Estadual de Roraima também suspendeu as aulas até 31 de março.

- As férias para servidores da saúde municipal foram suspensas até 31 de maio. O governo suspendeu visitas a pacientes internados em unidades do estado, por tempo indeterminado.

- A Polícia Civil orientou a população que faça o registro de Boletim de Ocorrência de forma online e, somente em casos extremos, poderão ocorrer presencialmente. Os serviços foram suspensos na Central de Flagrantes, que funciona na sede do 5º Distrito Policial, Distrito Industrial, zona Oeste da capital.

- A prefeitura suspendeu, até o dia 31 de maio, as férias de servidores da Guarda Civil Municipal e Defesa Civil.

- Na capital foi determinada a redução de 50% da frota dos táxis-lotação e transporte coletivo. Além disso, a prefeitura obrigou que esse tipo de transporte trafegue com janelas destravadas e abertas para que haja plena circulação de ar. O transporte coletivo na capital também foi reduzido em 50%.

- O governo proibiu, via decreto, o transporte coletivo intermunicipal de passageiros, público ou privado. Antes, a rodoviária já havia reduzido em 50 % as linhas de ônibus que saem de Boa Vista para Manaus (AM) e cidades no interior de Roraima.

- O governo suspendeu as vistas ao sistema prisional do estado - o que inclui cadeias e a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, e a Justiça proibiu, por 30 dias (até 21 de abril) a saída temporária de presos que já estavam com esse benefício.

- Os dois shoppings da cidade suspenderam as atividades por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (23). A medida é em razão dos decretos municipal e estadual que também proíbe as atividades de bares, academias, cinemas e teatros.

- Serviços de comércio considerados essenciais ainda são permitidos. Supermercados, padarias, postos de combustíveis, farmácias, laboratórios e clínicas permanecem atuando. Alguns supermercados estão impondo limite de clientes por vez, enquanto outros esperam em fila do lado de fora. Antes de entrar, os clientes têm as mãos higienizadas com álcool em gel.

- Estão proibidos shows e eventos que causem aglomeração em todo o estado, mesmo os que tinham autorização prévia. Vários eventos na capital e no interior foram cancelados sem data para a realização. Encontros religiosos, independente de credos, e atividades teatrais também foram proibidas. As atividades em quadras esportivas de praças de Boa Vista também estão suspensas por decreto Municipal.

Veja mais notícias sobre SaúdeCidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 02 Abril 2020