Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 29 Mai 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Belém: polícia permanece nas ruas para evitar funcionamento de bares e casas de show

Quase 900 estabelecimentos já foram fiscalizados desde a última sexta-feira (20), na Região Metropolitana de Belém, em cumprimento ao Decreto Estadual n° 609/2020. A medida é uma das ações tomadas pelo governo do Estado para combater a proliferação da Covid-19, doença que surgiu em dezembro na província de Hubei, no centro da China, e já acomete pessoas em mais de 150 países.

A força-tarefa, composta por policiais civis e militares, dará continuidade às rondas nas principais ruas da capital paraense e demais municípios da RMB, para coibir que estabelecimentos fiquem abertos e possam causar aglomeração, desobedecendo à determinação estadual.


A operação conta, também, com a participação da população que contribui por meio de denúncias feitas ao Centro Integrado de Operações (Ciop), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Todas as denúncias são averiguadas pelas forças de segurança e, em caso de confirmação, o estabelecimento é imediatamente fechado.

O secretário de Segurança Pública do Pará, Ualame Machado, alerta que o decreto do Governo continua em vigor e que as fiscalizações seguem com muito rigor. Segundo ele, no último final de semana, foram feitos mais de 500 acionamentos via Ciop no Estado e cerca de 350 somente na RMB.

"Esperamos que esses acionamentos diminuam tendo em vista a campanha de conscientização que vem sendo feita, mas a repressão não irá parar. A partir desta sexta-feira (27), passaremos a utilizar ferramentas de inteligência de geolocalização com a qual poderemos identificar locais de aglomeração de pessoas para coibir de forma imediata. Pedimos mais uma vez a colaboração e a compreensão dos paraenses, pois essa medida é para o bem de todos" - Ualame Machado, titular da Segup.

Há duas formas de denunciar: em uma situação urgente, na qual a aglomeração está ocorrendo em ambiente particular, aberto ou estabelecimento comercial, a população poderá ligar para o 190 para que viaturas possam ir até o local e atuar de pronto; ou se for uma situação que demande uma investigação ou levantamento prévio para a confirmação do que foi denunciado, a população poderá utilizar o canal 181, Disque Denúncia, para que haja a investigação preliminar e, em seguida, a ação.

Agentes do Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu), subordinado à Segup, e da Companhia de Polícia Fluvial (Cipflu) também realizaram, neste sábado (28), rondas em ilhas próximas à capital paraense, a fim de coibir aglomeração. As ações ocorrerão diariamente, sendo reforçadas de segunda a sexta-feira, por equipes da Delegacia Fluvial. 

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 29 Mai 2020
No Internet Connection