Manaus 30º • Nublado
Quinta, 02 Dezembro 2021

Policia Militar do Amazonas confirma paralisação dos serviços no Estado

Policia Militar do Amazonas confirma paralisação dos serviços no Estado

A Associação dos Praças do Estado do Amazonas (Apeam) confirmou a paralisação dos policiais militares do Amazonas nesta quarta-feira (14) a partir das 19h. Segundo o presidente da Apeam, Gerson Feitosa, a paralisação das atividades vai durar três dias e acontecerá em todos os municípios do Estado, como Manaus, Tabatinga, Tefé, Coari, Iranduba, Humaitá, Parintins, Itacoatiara e Manacapuru. Além da PM, os oficiais do Corpo de Bombeiros também participarão da greve. 

Segundo Feitosa, o motivo principal da paralisação dos serviços é a revogação do parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE), que impede a promoção de oficiais da PM por tempo de serviço. “O Governador é completamente contra a nossa Lei, já tentamos dialogar, mas infelizmente teremos que tomar essa decisão. Eles querem tirar o nosso único direito de garantia para promoções e não vamos aceitar isso de maneira alguma”, declarou.

Foto: Reprodução/Shutterstock

O ato começa a partir das 19h, desta quarta, e deve seguir até sexta-feira (16). De acordo com Feitosa, os municípios do Estado estão interligados através das redes sociais, que recebem informações da liderança do movimento. Até o momento, os PM's contam com a adesão de todos as cidades do Amazonas e mais de 90% da capital.

A categoria ainda espera que o Governo entre em contato para que haja uma conversa. Eles lamentam a decisão e pedem compreensão da população amazonense. “Vamos tentar nos reunir com as autoridades para evitar essa situação. A gente agradeço o espeço, pedimos que as pessoas entendam e nos ajudem nessa manifestação”, contou.

Confira o pronunciamento de Gerson Feitosa:


Sem ônibus

Por causa da paralisação da PM, o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, afirmou que na manhã desta quinta-feira (15), os ônibus não rodarão nas ruas da capital. “Tendo em vista que a policia entrou em greve, que é um serviço essencial, os rodoviários também não tiveram a pauta atendida pelos empresários e a prefeitura, provavelmente por falta de segurança, a categoria poderá para por volta das 9h”, revelou.

Veja mais notícias sobre Cidades.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 02 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/