Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 14 Agosto 2020

Polícia investiga se morte de secretário de meio ambiente de Altamira foi crime encomendado

Polícia investiga se morte de secretário de meio ambiente de Altamira foi crime encomendado
A Superintendência da Polícia Civil da Região do Xingu, com sede em Altamira, no sudoeste do Pará, faz os primeiros levantamentos e análises para definir a linha de investigação a ser trabalhada na elucidação do assassinato do secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo, Luiz Alberto Araújo, 55 anos. “Vamos fazer o 'filtro' necessário e seguir a linha de investigação adequada. Por enquanto não descartamos nenhuma possibilidade”, disse o delegado Vinícius Sousa. O trabalho administrativo na secretaria e as ações de fiscalização, conduzidas pela vítima, estão sendo consideradas e podem se tornar uma linha de investigação.
 
Luiz foi morto na noite de noite desta quinta-feira (13), no momento em que chegava a sua casa, no loteamento Buritis, distante cinco quilômetros da sede da cidade. Segundo a polícia, ele foi abordado, dentro do carro em que estava com a família, na porta de casa, por dois homens em uma moto e atingido por pelo menos 10 disparos à queima roupa. Os assassinos fugiram em seguida sem levar nada. Equipes da Polícia Militar deram início a buscas na cidade em seguida, mas nenhum suspeito foi localizado. A esposa e a enteada de Luiz, nada sofreram.

Segundo o superintendente da Polícia Civil no Xingu, delegado Vinicius Sousa, que preside o inquérito, “os primeiros levantamentos começaram ontem (quinta). Imagens de câmeras estão sendo analisadas e algumas pessoas próximas, como parentes e amigos, estão sendo ouvidas”.
As equipes das polícias Civil e Militar atuam em conjunto com servidores do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves para o esclarecimento da morte de Luiz Araújo, que já foi secretário em São Félix do Xingu. O titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Jeannot Jansen, que está em viagem de trabalho, juntamente como o delegado geral, Rilmar Firmino, determinaram a intensificação das investigações para um rápido desfecho. A polícia está com todos os esforços para chegar até os assassinos.

Ministro do meio ambiente lamenta

Por meio de nota, o Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, lamentou a morte do secretário de Altamira. "Luiz Alberto atuava de forma rígida para conter desmandos e assegurar a aplicação da legislação ambiental", diz a publicação. Confira na íntegra a nota.

"É com pesar que o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, recebe a notícia do falecimento do secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo de Altamira-PA, Luiz Alberto Araújo, assassinado cruel e covardemente, a tiros, quando chegava em casa na companhia da mulher e dos filhos, na noite dessa quinta-feira (13/10).

Dados preliminares da Polícia Civil apontam indícios de que o crime tenha sido encomendado. Luís Alberto atuava de forma rígida para conter desmandos e assegurar a aplicação da legislação ambiental, a fim de contribuir com a conservação da natureza na região Norte do Brasil.

O Ministério do Meio Ambiente se irmana e se solidariza com a dor da família e dos que assim como Luís Alberto acreditam no valor da honestidade e na força do bom combate e, se compromete a envidar esforços para que o poder da bala não seja maior do que a beleza da vida, em um país onde as questões ambientais e agrárias ainda motivam conflitos e mortes."

*Com informações da Agência Pará

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection