Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 26 Mai 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Mortes violentas de mulheres jovens crescem 171,4% no Amazonas

Mortes violentas de mulheres jovens crescem 171,4% no Amazonas
No Amazonas, o número de mortes violentas de mulheres entre 15 e 24 aumentou 171,4% (de 21% para 57%) entre nos últimos 10 anos. Os dados fazem parte da pesquisa 'Estatísticas do Registro Civil 2015', do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As causas elencadas pelo levantamento são acidentes de trânsito, afogamentos, suicídios, homicídios e quedas acidentais. Entre os homens o aumento foi de 128,7%.

Rondônia também apresentou crescimento no número de mortes entre mulheres, 16,2%, contra uma diminuição no número de homens, -2,1%. Já no Acre o número entre a população feminina diminuiu em 50%, já entre os homens houve um aumento de 15,6%.

Segundo a pesquisa do IBGE, "a mortalidade masculina por causas naturais no grupo de 20 a 24 anos é 2,2 vezes maior que a feminina, isto é, um indivíduo do sexo masculino nessa faixa etária tem duas vezes mais chance de não completar os 25 anos do que se fosse do sexo feminino. No entanto, se forem considerados somente os óbitos por causas violentas, no grupo de 20 a 24 anos, a chance de um homem não completar os 25 anos cresce para 10,4 vezes em relação a uma mulher".

O resultado é proveniente da coleta das informações prestadas pelos cartórios de registro civil de pessoas naturais, varas de família, foros ou varas cíveis e os tabelionatos de notas do país. Veja o número referente a cada Estado da Amazônia Legal:

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 26 Mai 2020
No Internet Connection