Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 10 Agosto 2020

Encontrados corpos de duas crianças vítimas de naufrágio no Xingu

Encontrados corpos de duas crianças vítimas de naufrágio no Xingu
As equipes de busca que trabalham na localização dos desaparecidos no naufrágio da embarcação Capitão Ribeiro encontraram, na manhã desta sexta-feira (25) mais dois corpos, de duas crianças. Segundo as primeiras informações, elas estavam no porão do barco e foram localizadas no momento em que foram retiradas as mercadorias estocadas no local.
Foto:Reprodução/Agência Pará
Os corpos, de uma menina de oito a 10 anos de idade, e de um menino, de um a três anos, foram levados para o município de Porto de Moz, onde está concentrada a estrutura montada pelo governo do Estado e onde será realizada a perícia médica. Com isso, chegam a 23 óbitos, 27 sobreviventes e dois desaparecidos, os números do acidente que abalou o Pará. As buscas continuarão até que sejam localizadas todas as vítimas do naufrágio, que aconteceu na noite de terça-feira, 22.

Também continuam as investigações sobre o acidente e a acolhida às famílias das vítimas do naufrágio. Segundo o secretário adjunto de Segurança Pública e Defesa Social, André Cunha, 24 horas após o acidente as buscas passaram a se concentrar na superfície, mobilizando homens do Corpo de Bombeiros Militar e o apoio aéreo.“Vamos estabelecer um quadrante de buscas a partir da direção e da velocidade da corrente predominante nesta área do Rio Xingu”, explicou o secretário. “Dez corpos já foram periciados e liberados para o sepultamento”, informou André Cunha. Também há 16 pessoas reclamadas por familiares, que procuraram a estrutura de segurança pública. “Somando reclamados com sobreviventes e mortos, temos um total de 49 pessoas”, detalhou o secretário adjunto da Segup.

Esse número, segundo ele, bate com o número de redes encontradas na embarcação e com a quantidade de refeições que estavam sendo servidas aos passageiros. “O governo do Estado vem atuando em várias frentes, entre elas o socorro às vítimas, a investigação do fato, realizada pela Polícia Civil, a frente de identificação a cargo do CPC (Centro de Perícias Científicas) Renato Chaves, uma frente de Comunicação Social, da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), e a frente de busca realizada pelo Corpo de Bombeiros”, explicou. *Deixe o Portal Amazônia com a sua cara. Clique aqui e participe.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 10 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection