Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quinta, 09 Julho 2020
chatbot-health-tech

Agentes do Ibama e ICMBio são atacados em operação na Amazônia

Agentes do Ibama e ICMBio são atacados em operação na Amazônia
Agentes do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), foram atacados na Amazônia durante ações de combate ao desmatamento. Foram duas ações distintas contra fiscais ambientais, que ocorreram no fim de semana.

Na noite de sábado (20), um homem usou um galão de gasolina para atear fogo em três viaturas do Ibama, estacionadas em frente a um hotel de Buritis, em Rondônia. O fogo foi controlado com apoio da Polícia Militar (PM), que impediu um segundo ataque. 
Foto: Divulgação
O homem acusado de atear fogo nos veículos e outro que incentivava a destruição de caminhonetes foram presos. A equipe realizava operação de combate ao desmatamento ilegal na região. Após o atentado, o Ibama solicitou reforço da Força Nacional, para dar continuidade as fiscalizações na área.

Na sexta-feira (19), em Trairão, no Pará, cinco agentes de fiscalização do ICMBio foram alvo de uma tentativa de emboscada em uma estrada vicinal que dá acesso a Floresta Nacional de Itaituba 2.

Após uma etapa da Operação Integração, os fiscais do ICMBio apreenderam bens e identificaram os infratores envolvidos no roubo de madeiras e palmito.

Em represália, um grupo de moradores de Bela Vista do Caracol, distrito de Trairão, se mobilizou via aplicativos de mensagem, colocou fogo em uma ponte e obstruiu a estrada para impedir a saída da equipe de fiscais.

De acordo com o ICMBio, enquanto a equipe improvisava uma passagem, manifestantes deram tiros para cima para intimidar os agentes.

A Polícia Militar teve de fazer a escolta da equipe por um caminho alternativo até a BR-163 e daí até a cidade de Itaituba, também no Pará.

O ICMBio informou que prepara um dossiê para a Polícia Federal, onde detalha casos ocorridos na região, que possui histórico de animosidade contra as ações dos órgãos ambientais federais. 
Foto: Divulgação
A presidente do Ibama, Suely Araújo, informou que nas áreas onde ocorreram ataques, a ordem é intensificar a fiscalização com o apoio das Forças de Segurança Pública.

Em outubro do ano passado, as sedes do Ibama e do ICMBio em Humaitá, no sul do Amazonas, foram incendiadas após operação de combate ao garimpo ilegal.

Em 7 de julho de 2017, oito viaturas do Ibama foram incendiadas em ataque criminoso na BR-163, perto da divisa dos estados de Mato Grosso e Pará.

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) manifestou apreensão diante das recentes investida de violência contra os fiscais ambientais.

Por meio de nota, afirmou que pessoas que agem na legalidade não têm porque temer a ação da fiscalização. O MMA credita esses atentados àqueles que querem se perpetuar na ilegalidade, afrontando os órgãos ambientais.

A nota informa, ainda, que a pasta já entrou em contato com o Ministério da Segurança Pública, para solicitar providências urgentes de identificação e punição dos autores.

Confira o vídeo no momento do ataque:

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 10 Julho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection