Manaus 30º • Nublado
Domingo, 21 Abril 2024

Domicílios particulares em Rondônia são a maior parte dos endereços coletados, aponta IBGE

O IBGE divulgou as coordenadas geográficas das espécies de endereços do Censo 2022. É a primeira vez que o Instituto capta esse dado para todos os domicílios do país. Durante a operação censitária de 2022, essas coordenadas serviram para monitorar o trabalho dos recenseadores e para acompanhar a evolução da coleta.

Do total de endereços coletados no Censo em todo o país, 81,5% (ou 90,6 milhões de endereços) eram domicílios particulares e 104,5 mil (ou 0,1%) eram domicílios coletivos. 

É possível também observar os tipos de estabelecimentos do país: a maioria deles se enquadrava em outras finalidades, com 11,7 milhões (ou 10,5% do total). Nesse grupo estão as lojas comerciais, por exemplo. 

Já os estabelecimentos de ensino eram 264,4 mil, os de saúde eram 247,5 mil e os religiosos, 579,7 mil. Já as edificações em construção eram 3,5 milhões.

Em Rondônia, os domicílios particulares são a maior parte dos endereços coletados. Imagem: IBGE

Assim como em todo o Brasil, em Rondônia, os domicílios particulares são a maior parte dos endereços coletados: dos 965 mil endereços, 729 mil (75,5%) são desta espécie. Em relação às demais categorias, 98 mil (10,2%) eram estabelecimentos agropecuários; 95 mil (9,9%) de outras finalidades; 7.670 (0,8%) estabelecimentos religiosos; 1.927 (0,2%) estabelecimentos de saúde e 1.893 (0,2%) estabelecimentos de ensino. Foi constatado ainda que havia construção ou reforma em 29 mil endereços.

O resultado de todo esse trabalho integrará o Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE), a base de endereços usada pelo IBGE não só no Censo Demográfico, mas também em outras pesquisas domiciliares, como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) e a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (PNDS).

Além do IBGE, gestores públicos e a sociedade podem utilizar os dados em diversas situações, como localizar endereços em zonas de planejamento da administração pública, em unidades de conservação ambiental e em áreas de atuação de um determinado empreendimento.

As coordenadas geográficas podem ser consultadas por espécie de endereço. "Temos a latitude, a longitude e o código da espécie, ou seja, a finalidade de uso de endereço. Assim, o usuário vai saber se aquele ponto representado é um domicílio particular ou coletivo, se é um estabelecimento agropecuário, de saúde ou de ensino", detalha o gerente do Cadastro de Endereços do IBGE, Eduardo Baptista. As coordenadas geográficas já podem ser visualizadas na Plataforma Geográfica Interativa (PGI) e no panorama do Censo 2022.

Em Rondônia, os domicílios particulares são a maior parte dos endereços coletados. Imagem: IBGE

O gerente explica também que cada coordenada geográfica se refere a uma espécie de endereço. "Cada endereço tem uma coordenada. Se num mesmo local há duas espécies de endereços, como um domicílio particular e um estabelecimento agropecuário, então esse mesmo endereço terá dois pares de coordenadas, com dois registros diferentes no arquivo do produto". 

Coleta digital do Censo permite a captação das coordenadas geográficas 

As coordenadas geográficas dos endereços foram coletadas pelos mais de 180 mil recenseadores que trabalharam no Censo Demográfico 2022 em todo o país, através dos seus dispositivos móveis de coleta (DMC). "Essas coordenadas eram coletadas durante a confirmação ou inclusão de endereços no cadastro do IBGE. O recenseador, durante o percurso no setor censitário, encontrava o endereço em uma lista prévia que já estava carregada no DMC. Ele confirmava aqueles que já existiam e estavam na lista e incluía os que não estavam. Após a inclusão ou confirmação de um endereço, o aplicativo do DMC registrava a coordenada geográfica daquela unidade visitada", diz Eduardo.

Ele conta também como essa coleta de latitude e longitude em campo era utilizada para supervisionar o trabalho do recenseador. "Durante a realização da entrevista, quando o questionário era aberto, o aplicativo coletava automaticamente, de forma transparente, algumas coordenadas geográficas com intervalo específico de tempo, de modo que o supervisor pudesse conferir se aquela entrevista foi realizada no local correto", completa o gerente.

Nas divulgações do CNEFE, os dados são relacionados apenas aos endereços, respeitando o sigilo estatístico. "O comitê de sigilo do IBGE entendeu que os dados de endereço não são sigilosos. Neste produto, estamos divulgando apenas as coordenadas com o código da UF e o código do município, recorte geográfico máximo que o IBGE tem divulgado até o momento", diz.


Veja mais notícias sobre CidadaniaRondônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 22 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/