Cetam oferta 30 mil vagas para qualificação profissional no interior do Amazonas

A primeira inscrição do ano para o interior inicia na próxima quarta-feira (12), às 6h

O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), tem oferta de 30 mil vagas em cursos de qualificação profissional para 56 municípios amazonenses. A primeira inscrição do ano para o interior inicia no dia 12 de maio, das 6h às 18h (horário oficial de Manaus), totalmente online.

Os interessados deverão acessar o endereço eletrônico http://cursos.cetam.am.gov.br e se candidatar a uma vaga para o curso escolhido. Para efetuar a inscrição, é imprescindível que o candidato informe o município/Estado, seu número de CPF, nome completo, data de nascimento e o número de telefone celular com DDD.

Foto: Divulgação/Cetam

Serão ofertados 18 cursos diversos, que podem ser acessados, antecipadamente, no site do Cetam. Dia 8 de março, o Cetam ofertou 6.120 vagas, divididos em 42 cursos de qualificação profissional, somente para a capital.

Ensino remoto pelo Cetam

Segundo o professor, as aulas acontecerão remotamente, seguindo o “Guia metodológico para o ensino remoto” lançado pelo Cetam, no dia 15 de fevereiro deste ano. As atividades propostas serão mediadas pelo uso de tecnologias. Acontecerão nas plataformas Google Meet e Classroom e também pelos aplicativos de mensagens como Telegram e WhatsApp. O ideal é que o candidato possua infraestrutura tecnológica mínima, dispondo de smartphone ou computador com acesso à internet para um melhor acompanhamento das aulas.

Os municípios contemplados no edital de cursos são: Alvarães, Amaturá, Anamã, Anori, Apuí, Atalaia do Norte, Autazes, Barcelos, Barreirinha, Benjamin Constant, Beruri, Boa Vista do Ramos, Boca do Acre, Borba, Caapiranga, Carauari, Careiro, Coari, Eirunepé, Envira, Fonte Boa, Guajará, Humaitá, Ipixuna,  Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Itamarati, Japurá, Juruá, Jutaí, Lábrea, Manacapuru, Manaquiri, Manicoré, Maraã, Maués, Nhamundá, Nova Olinda do Norte, Novo Airão, Novo Aripuanã, Parintins, Pauini, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, São Paulo de Olivença, São Sebastião do Uatumã, Silves, Tabatinga, Tapauá, Tefé, Uarini

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Pesquisa realizada no Amazonas reduz contaminação e aumenta agentes de defesa da banana

Os testes constataram que o ozônio aumentou o tempo de prateleira das bananas de 7 para 14 dias, em temperatura ambiente, dois dias a mais do tempo superior ao fungicida comercial.

Leia também

Publicidade