Evo Morales anuncia projetos para garantir água em La Paz

Foto: Jorge Mamani/ Ministerio De La Presidencia

O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou nesta quinta-feira (1º) a execução de quatro projetos, orçados em  US$ 78 milhões, para garantir água à população de La Paz. As obras envolvem a captação de água em rios e a construção de barragens. “Para o governo, não é problema garantir os projetos e o dinheiro”, garante o presidente.

O primeiro projeto envolve a construção de um aqueduto da Lagoa Kasiri, no setor de Palcoma, que alimentará a barragem Hampaturi. A água será armazenada em uma represa e abastecerá a capital com o equivalente a 280 litros de água por segundo. “Os técnicos dizem que o custo deste projeto será US$ 8,9 milhões e as obras devem durar 43 dias”, detalhou.

O segundo projeto fará a transferência de água dos setores de Pongo e Estrellani para Incachaca com a construção de estações de bombeamento. A infraestrutura terá capacidade para bombear até 100 litros de água por segundo para a barragem Inchachaca. Esta obra exigirá investimentos da ordema de US$ 20 milhões.

Já o terceiro projeto estabelece o meio de captação de água do rio Irpavi e a construção de uma barragem no rio, com um investimento de US$ 7 milhões em 120 dias. Por fim, o quarto projeto prevê a construção de uma barragem no rio Choqueyapu superior, que terá uma capacidade de armazenamento de 6 milhões de metros cúbicos de água, com um investimento de US$ 42 milhões. “Essa barragem vai fornecer 500 litros de água por segundo sistema Achachicala”, explicou.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Camu-camu é usado para enriquecer farinha de mandioca

Desidratados sob diferentes métodos tecnológicos, os resíduos agroindustriais de frutos de camu-camu, adicionados à farinha de mandioca, incrementaram significativamente os produtos finais.

Leia também

Publicidade