Máquinas de Coleta serão enviadas para o “Recicla Galera” durante o festival de Parintins

O projeto “Consciência Limpa: Recicla Amazônia” da Fundação Rede Amazônica (FRAM), enviará máquinas de coleta, para o Festival de Parintins. Este movimento faz parte do projeto “Recicla Galera” da Secretaria de Estado e Meio Ambiente (SEMA) e Coca-Cola Brasil, que visa promover a conscientização sobre a importância da reciclagem e a redução de resíduos durante o festival folclórico.

“Esta ação faz parte de um esforço para integrar práticas ambientais responsáveis e a tecnoligia em grandes eventos culturais. O projeto visa não apenas reduzir a quantidade de lixo descartado inadequadamente, mas também educar o público sobre a importância da reciclagem e da preservação dos recursos naturais da Amazônia.” destacou Fernando Lindoso, gestor operacional do Projeto Consciência Limpa, Recicla Amazônia.

O Festival de Parintins atrai milhares de visitantes todos os anos. Com a presença das máquinas de coleta do “Recicla Amazônia”, o evento dará um importante passo em direção à sustentabilidade. As máquinas estarão estrategicamente posicionadas em locais de grande circulação para facilitar o descarte correto de materiais recicláveis, como plásticos, metais, vidros e papéis.

“Além de contribuir para a limpeza e organização do festival, a iniciativa pretende envolver a comunidade local e os visitantes em atividades educativas sobre reciclagem. Nos locais de coleta a cada 5 embalagens recicladas, você vai receber um brinde customizado com a cor do boi favorito.” destacou Eduardo Taveira, secretário da SEMA.

“A ideia do recicla galera é usar essa cultura da competição entre os bois para promover uma competição sadia de coleta e reciclagem. Então a galera que mais coleta e mais recicla no festival, recebe investimento, recebe prêmio e toda essa coleta vai para a associação dos catadores.”, destacou Rodrigo Brito, detetor de sustentabilidade da Coca-Cola Brasil.

Nas duas últimas edições, a ação já destinou mais de 7,8 toneladas de materiais para reciclagem, fortalecendo a geração de renda para os catadores. Além da destinação correta do isopor, bumbás já se comprometeram a incentivar a participação das Galeras, itens 19, na disputa de reciclagem que acontece dentro do Bumbódromo, nos três dias do Festival.

“O Recicla é muito importante porque ajuda economicamente uma categoria, sem contar a questão de proteger a natureza, com esse material não sendo descartado de uma forma errada. O projeto possibilita que a logística reversa funcione. A gente levanta a bandeira da preservação então nada melhor que os próprios bois contribuírem”, destacou o presidente do boi Caprichoso, Rossy Amoedo.

O boi da galera que mais destinar seus recicláveis ao Ecoponto da sua torcida, ao final das apresentações, ganhará um incentivo financeiro que serão destinados para futuras ações ambientais e além de levar o título de Campeão Sustentável do Festival 2024.

“É da maior importância participarmos do Recicla, porque é o que nos leva a diminuir a quantidade de lixo na cidade. É importante a gente mobilizar as duas galeras nessa disputa, como um incentivo e também que a gente tenha consciência da função dos bois, que tem esse lado social e ambiental, com compromisso com a cidade de Parintins”, pontuou o presidente do boi Garantido, Fred Góes.

O envio das máquinas de coleta para Parintins demonstra o compromisso do “Consciência Lima: Recicla Amazônia” com a preservação do meio ambiente e a promoção de práticas sustentáveis. Este esforço coletivo visa garantir que futuras gerações possam continuar a desfrutar das belezas naturais e culturais da Amazônia.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Camu-camu é usado para enriquecer farinha de mandioca

Desidratados sob diferentes métodos tecnológicos, os resíduos agroindustriais de frutos de camu-camu, adicionados à farinha de mandioca, incrementaram significativamente os produtos finais.

Leia também

Publicidade