Fundação Rede Amazônica realiza sétima edição do ‘Rede Voluntária’ em Macapá

A Fundação Rede Amazônica realizou na tarde desta terça-feira (9) a 7ª edição do “Rede Voluntária”, em Macapá. A ação aconteceu no Centro de Atividades Sociais da Periferia (Casp) no bairro dos Congós, na Zona Sul da cidade.

O trabalho voluntário é uma forma de se envolver com causas que importam para a sociedade e para o planeta. A Rede Voluntária é um projeto da Fundação Rede Amazônica (FRAM) que nasceu em 2023 e chega a sua sétima edição.

O projeto é composto por um grupo de pessoas, organizações e empresas dedicadas a promover o bem-estar social através de diversas ações solidárias. O especialista de projetos da FRAM, Matheus Aquino, destacou a importância da ação que beneficiou 50 famílias em Macapá.

“Hoje reunimos com 50 mulheres, onde a gente trouxe algumas pessoas para falar um pouco sobre empoderamento feminino, violência contra a mulher e roda de conversa para a gente ouvi-las e também tentar ajudar de alguma maneira”, descreveu o especialista.

O trabalho voluntário é uma atividade realizada por pessoas de forma não remunerada, em benefício de outras pessoas, comunidades ou causas, sem a expectativa de receber compensação financeira.

Regina Katia, vendedora participante do projeto — Foto: Rafael Aleixo/g1

A vendedora Regina Katia, de 38 anos, foi uma das participantes do projeto e descreveu a importância da participação.

“Aprendi orientações muito boas. Como mulheres, temos que cada vez mais nos valorizar. Esse momento é bem especial, porque tem mulheres igual a mim que precisam de uma palavra e de ser ouvida”, disse a vendedora.

A oficina de empreendedorismo feminino busca capacitar mulheres com conhecimentos e ferramentas para iniciar e gerir seus próprios negócios, como destacou Márcia Corrêa, da comunicação do Conselho Estadual do Direito da Mulher.

“O tema da nossa roda de conversa é o direito da mulher e a violência doméstica que hoje está muito em alta. E essa violência se inicia dentro da família e muitas vezes as mulheres não conhecem seus direitos”, informou Márcia Corrêa.

Centro de Atividades Sociais da Periferia (Casp), em Macapá — Foto: Rafael Aleixo/g1

Dentre os trabalhos exercidos no projeto Rede Voluntária é possível incluir atividades de prestação de serviços diretos, como assistência médica ou distribuição de alimentos em comunidades carentes.

Com estas iniciativas, a Rede Voluntária reafirma seu compromisso com a construção de uma sociedade mais justa e igualitária e com o desenvolvimento da região.

Sobre a Rede Voluntária:

A Rede Voluntária é um projeto da Fundação Rede Amazônica que nasceu em 2023 e chega a sua sétima edição. O projeto é composto por um grupo de pessoas, organizações e empresas dedicadas a promover o bem-estar social através de diversas ações solidárias.

*Com informações de Rafael Aleixo, g1 Amapá

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Theatro da Paz, em Belém, será candidato a Patrimônio da Humanidade

A estrutura e importância do Theatro da Paz serão tópicos essenciais durante evento realizado em agosto. Teatro Amazonas, de Manaus (AM), também será candidato.

Leia também

Publicidade