Fundação Rede Amazônica participa do Prêmio Innovare em Manaus

A Fundação Rede Amazônica marcou presença no Prêmio Innovare que ocorreu em Manaus nesta sexta-feira (21). O tema do seu prêmio destaque deste ano foi: meio ambiente e sustentabilidade. A proposta é valorizar iniciativas que zelem pela preservação e defesa dos direitos ambientais, em consonância com a finalidade principal do instituto, de reconhecer medidas que tragam melhorias para o sistema judiciário brasileiro.

“O prêmio Innovare é uma grande celebração de práticas transformadoras no sistema de justiça do Brasil. E a Fundação não poderia deixar de prestigiar esse encontro de iniciativas aqui em Manaus com um tema que é tão presente nas atividades da Fram que é meio ambiente e sustentabilidade.”, destacou Mariane Cavalcante, diretora executiva da Fundação Rede Amazônica.

O evento contou ainda com a presença de premiados em edições passadas que foram reconhecidos por ações relacionadas ao meio ambiente. O diretor-presidente do Instituto Innovare, Sérgio Renault explica que, além da relevância, o tema da 21ª edição do prêmio foi escolhido pela sua pertinência atual. Ele lembra que o Brasil sediará a 30ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP30), a ser realizada em Belém (PA), em novembro de 2025. Além disso, o assunto está em voga após a tragédia das enchentes no Sul.

“Certamente essa tragédia tornou a questão ainda mais importante, de acordo com essa realidade do país. Achamos que esse assunto vai se tornar cada vez mais relevante. O judiciário tem papel importante na preservação do meio ambiente, como na revelação de cenário de desmatamento e de ações criminosas, e na garantia da sustentabilidade. Como visamos a valorizar iniciativas que melhorem o sistema de justiça, queremos que as ações nesse campo sejam reconhecidas.

A Fundação Rede Amazônica, tem se destacado por seu trabalho em prol da sustentabilidade e do desenvolvimento da região amazônica. A participação no Prêmio Inovare reafirma o compromisso da instituição com a promoção de práticas inovadoras que contribuam para a justiça social e o bem-estar das comunidades amazônicas.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Camu-camu é usado para enriquecer farinha de mandioca

Desidratados sob diferentes métodos tecnológicos, os resíduos agroindustriais de frutos de camu-camu, adicionados à farinha de mandioca, incrementaram significativamente os produtos finais.

Leia também

Publicidade