Embaixadores do Amazônia Que eu Quero se reúnem e falam dos planos para desenvolver Roraima

Os três embaixadores escolhidos em Roraima pelo projeto Amazônia Que eu Quero, da Fundação Rede Amazônica, se reuniram pela primeira vez para conhecer a iniciativa e traçar planos que possam garantir o desenvolvimento ao estado dentro do contexto Amazônico (veja abaixo quem são os embaixadores).

A participação de embaixadores no projeto é uma novidade na temporada deste ano. A ideia é que eles participem ativamente, com sugestões de ideias que possam se tornar soluções para população local. os embaixadores de Roraima são:

  • Isabel Itikawa  empresária do ramo de produção de arroz e presidente da Federação das Indústrias de Roraima (Fier)
  • José Geraldo Ticianeli – reitor da Universidade Federal de Roraima (UFRR)
  • Luiz Coêlho de Brito – empresário do ramo de construção civil e presidente do Sindicato da Indústria da Construção de Estradas, Terraplanagem e Obras de Roraima (Sindicon)

A edição de 2024 do projeto borda a “Amazônia Continental”, enfatizando pilares da bioeconomia e soberania da Amazônia – temas que estão correlacionados ao dia a dia de quem vive na região, além dos negócios e das instituições.

Presente na reunião dos embaixadores, o CEO do Grupo Rede Amazônica Phelippe Daou Jr explicou que a ideia é ampliar o alcance da iniciativa a partir da influência e representatividade que Isabel, Luiz e Ticianeli tem em Roraima.

“A ideia é contar com as ideias dos embaixadores, principalmente pela representatividade deles”,

disse Phelippe Daou Jr.

Roraimense, administradora de empresas e empresária, a embaixadora Isabel Itikawa se disse honrada em receber do Grupo Rede Amazônica essa missão. Ela pretende atuar para que a logística de Roraima seja vista como uma prioridade.

“É uma grande responsabilidade ser interlocutora daquilo que nós achamos que Roraima precisa para que se desenvolva e se transforme cada dia mais em um estado forte em todos os aspectos”, disse Itikawa, acrescentando que o “embaixador está sempre atento e ouvindo a necessidade da população”.

O empresário Luiz Brito destacou que ser um embaixador garante que Roraima ocupe um espaço ainda maior, principalmente porquê o projeto da Rede Amazônica atua em toda região Norte.

“Isso me dá a oportunidade de aumentar ainda mais o passo e frutificar nossa contribuição na região onde a gente mora. Que a gente finque ideias e prosperidade para nossas cidades”, pontuou.

Reitor da maior instituição pública de ensino de Roraima, Ticianeli deve ter como foco a Educação. “Tenho a responsabilidade de levar essa informação [do Amazônia Que Eu Quero] e multiplicar para que outras pessoas também se incomodem, tragam novas ideias para que possamos transformar nosso estado e a Amazônica como um todo”.

A reunião dos embaixadores ocorreu em um restaurante na zona Leste de Boa Vista teve ainda a presença do diretor executivo da Rede Amazônica em Roraima, Joel Cristian Gomes. Foram ao menos 3 horas de conversa, onde foram abordados temas desde a implantação do projeto, como turismo, conectividade e educação.

Perfil dos embaixadores de Roraima:

Isabel Itikawa

É roraimense e administradora de empresas. Ela já foi conselheira do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Junta Comercial e atualmente é presidente do Sindicato dos Beneficiadores de Grãos do estado de Roraima (Sindgrãos), que é filiado à Fier, e do Conselho Temático de Responsabilidade Social e Relações Trabalhistas. Casada e mãe de três filhos, Itikawa está há 30 anos à frente da Itikawa Indústria e Comércio Ltda, empresa de produção de arroz no estado.

José Geraldo Ticianeli

Reitor da Universidade Federal de Roraima (2020 – 2024), presidente do Conselho Universitário (CUNI) e do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE). Professor permanente do mestrado acadêmico em Saúde e Biodiversidade e do curso de medicina no módulo transversal: morfologia aplicada à clínica. Doutor em Ciências pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Luiz Brito

Empresário. Fundador da LB Construções, empresa do ramo da construção civil. É também presidente do Sindicato da Indústria de Construção de Estradas, Terraplanagem e Obras do Estado de Roraima.

Sobre o Amazônia Que Eu Quero:

Concebido em 2019, o Programa ‘Amazônia Que eu Quero’ é uma iniciativa da Fundação Rede Amazônica e Grupo Rede Amazônica que tem por objetivo promover a educação política por meio da interação entre os principais agentes e setores da sociedade, além do levantamento de informações junto aos gestores públicos e da participação ativa da população, por meio de câmaras temáticas estabelecidas pelo programa, como foi o caso da edição de 2023 que discutiu três eixos centrais Educação, Turismo e Conectividade no contexto Amazônico.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Você sabia que o Acre teve governador deposto durante o período do Golpe Militar?

José Augusto de Araújo, primeiro governador do Acre eleito democraticamente, teve de renunciar para evitar conflitos. Seringueiros foram oprimidos pelas políticas de ocupação da Amazônia.

Leia também

Publicidade