Xuxa perde ação contra o Google pela retirada de menções a pedofilia

Com a derrota de Xuxa, chegou ao fim a briga judicial de oito anos entre a apresentadora e o Google. Xuxa queria que fossem removidos os milhares de links e imagens que aparecem para quem digitar as palavras “Xuxa” e “pedófila”.
Foto: Reprodução
Em maio de 2017, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro por unanimidade rejeitou um recurso de Xuxa, sob o argumento que isso poderia caracterizar censura prévia. Ela recorreu novamente. Perdeu de novo. E agora a decisão transitou em julgado. Saiba mais no iBahia.
Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Acervo completo da revista científica Amazoniana é digitalizado pelo Inpa

Fruto de convênio do Inpa com o Instituto Max-Planck, da Alemanha, a revista Amazoniana circulou por mais de 40 anos.

Leia também

Publicidade