Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 12 Junho 2021

O choro silenciou e o sorriso se apagou

Era o dia 04 de maio de 2021, quando um homem de 18 anos invadiu pela manhã uma creche na cidade de Saudades, no interior de Santa Catarina, e matou friamente crianças e professoras. Quem conhece uma creche sabe que ela é cheia de dois sons bem peculiares: o som da musiquinha infantil e o choro das crianças. E em Saudades, naquele dia, um pouco mais de 10h da manhã, o que era choro, de repente, virou silêncio.
Foto: Agência Brasil / Arquivo

À noite, neste mesmo dia, o sorriso se apagou e o ator Paulo Gustavo ,que tantos sorrisos nos trouxe, perdeu a guerra contra a COVID-19.

Sara, Murilo, Anna e Paulo, esses são os nomes que quero trazer à memória aqui e que marcaram nosso dia, nosso mês, nosso ano, sem esquecer ainda das duas professoras e milhares de anônimos que fizeram pessoas chorarem por sua partida neste mesmo dia.

Destaque para as quatro mães que perderem a oportunidade de ter um dia das mães ao lado dos filhos. Quatro historias, inúmeros sonhos interrompidos e outros nem iniciados.

Que ano esta sendo 2021 no Brasil? Ano de crimes hediondos, mais de 300 mil brasileiros mortos pela COVID-19, polarização da politica entre outros embates diários. A família, que precisou se voltar pra dentro em um isolamento social e que acarretou números absurdos de violência doméstica, abuso sexual, entre outros.

O povo brasileiro esta doente. Há quem mate com um facão. Há quem mate de mãos vazias, estes geralmente ocupam suas mãos para teclar nas redes sociais o quanto são corajosos e bons, pregam a paz e adoram comemorar em suas aglomerações clandestinas, 

Divulgação / Secretaria de Saúde

Destaco aqui minhas reflexões sobre este dia fatídico e sobre como romper com o véu da indiferença ao outro e a si mesmo.

1. Protejam as crianças.

Precisamos estudar o que está acontecendo com as pessoas. Parece que vivemos em guerra, uma guerra que começa na mente, despertando o desejo de causar morte e destruição.

Nos últimos dias vemos tantas noticias envolvendo crianças, parece mesmo que há um mandato de morte contra elas. Um futuro que está sendo comprometido. Precisamos protege-las. É urgente que pais, mães e um exercito de influenciadores de crianças se unam para colocar a criança protegida e priorizada, nos âmbitos físicos, emocionais e espirituais. 

Arquivo / Agência Brasil

2. Protejam suas mentes

Um soldado quando vai à guerra usa um capacete. Um ciclista quando sai às ruas, usa um capacete. Um capacete serve para proteger a região da cabeça, este embaraçoso órgão onde todas as emoções nascem. Precisamos proteger a nossa mente, as nossas emoções.

Somos bombardeados diariamente por uma série de informações que vão destruindo o emocional e, sem percebermos, desenvolvemos algumas desorganizações mentais que nem conseguimos identificar. Parece que estamos bem, mas lá dentro, no íntimo do nosso ser, há algo muito sério acontecendo.

O assassino da creche em Saudades, aparentemente não tinha qualquer traço de psicopatia. Tinha apenas 18 anos. Quantos conflitos internos ele tinha? O que o levou a cometer um ato como este? Como pode alguém agir tão friamente? A resposta é simples, ele precisava ter dado atenção à sua mente, ele não usou capacete, suas emoções o tiraram do trilho. Ela estava doente e a doença o fez perder o conceito de humanidade.

Cuidar da mente, cuidar do coração é fundamental. Não permita adoecer por dentro, perder o conceito de humanidade se trancando em si mesmo ou cometendo atos tão prejudiciais ao outro como do jovem de Santa Catarina. 

Foto: Freestocks / Unsplash

3. Protejam-se e cuidem uns dos outros

Nas instruções de voo, uma das que me chamam mais atenção é sobre o uso da máscara. A instrução é clara: primeiro coloque a sua, depois ajude quem esta ao seu lado. É importante estarmos bem para podermos ajudar o outro. E podemos concluir que, se estivermos mal, não vamos conseguir ajudar ninguém.

Déa Lucia, mãe do ator Paulo Gustavo, falecido no dia 04 de maio de 2021, foi a grande inspiração de um de seus personagens mais famosos, a Dona Hermínia.

É interessante pensar na relação de afeto entre os dois que ia além da relação mãe e filho. Era uma cumplicidade que se via bem evidenciada nas entrevistas e nas declarações de ambos.

Não sabemos exatamente como o ator foi infectado, mas diversos artistas tem procurado sensibilizar as pessoas sobre evitar aglomerações e se cuidarem.

Infelizmente no Brasil, a ignorância e a falta de amor ao próximo e a si mesmo tem levado pessoas a cometerem atrocidades através de festas clandestinas. O problema não é ir a festa, é o que vai acontecer após a festa.

Empatia pela situação do Paulo e de sua família não tem faltado, são inúmeras as manifestações, mas de nada valerá se os mesmos que estão enchendo as redes sociais com textões de apoio, são os que se expõem e expõem os outros com gestos de irresponsabilidade. 

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Vamos demorar um pouco para esquecer este dia 04 de maio. Saudades será um local de muitas saudades. Dona Herminia vai deixar saudades. Mas as lições aprendidas devem nos fazer convencidos da importância do cuidar e aproveitar o máximo possível de tempo com a pessoa, porque enquanto cuidamos, nosso 'tanquinho do amor" cresce cada vez mais.

E como diria o Paulo Gustavo, "o humor salva, transforma, alivia, cura. Traz esperança pra vida da gente". Vamos aproveitar para rir muito com quem amamos, porque, parafraseando o Paulo, a máscara pode até esconder nosso sorriso, mas não nos impede de sorrir e a vacina que realmente nos salva de nós mesmos é o amor.

Ame mais. Ame sempre. Ame, sorria e cuide.


Marcya Lira é Pedagoga com experiência em coordenação e administração escolar. Atualmente Diretora Executiva da Fundação Rede Amazônica e Líder de voluntariado de ensino sobre valores bíblicos para famílias e líderes cristãos no Brasil através do Geração Futuro e Geração Elo.


Veja mais notícias sobre Família + Legal.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 12 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/