Manaus 30º • Nublado
Quarta, 08 Fevereiro 2023

Conheça 7 frutas típicas da Colômbia

Funchal_Public_Market_-_09

A Colômbia, um dos países que fazem parte da Amazônia internacional, impressiona os visitantes por sua cultura e diversidade, mas uma das características mais surpreendentes do país é a variedade de suas frutas. O país vizinho é um paraíso para algumas das frutas mais exóticas do mundo e um passeio por uma mercearia pode surpreender.

Muitas delas, inclusive, são consideradas "superfrutas", com benefícios para a saúde. Conheça algumas delas:

Gulupa

Gulupa é a prima menos conhecida do maracujá, mas este "maracujá da Colômbia" é igualmente delicioso e nutritivo (diz-se até que o elemento sedativo da fruta ajuda a regular os sonhos). É possível dizer quando a gulupa está madura, porque sua pele roxa escura fica enrugada. Além de ser uma excelente fonte de vitamina C, acredita-se que a gulupa também ajude a controlar a tensão. É ideal em sucos, smoothies e como base para molhos.

Foto: Fibonacci/Wikimedia Commons

Zapote

Zapote ou Sapota é uma das frutas mais duras da Colômbia, de crescimento rápido, resistente ao vento e à seca e capaz de crescer em regiões secas e áridas. A fruta pode ter um efeito laxante, sendo rica em fibras alimentares, mas também é rica em tanino, que é tudo: desde um anti-inflamatório e antiviral até um auxílio para gastrite e síndrome do intestino irritável. 

Zapote está cheio de minerais e antioxidantes também. É ótimo cru com um pouco de açúcar ou como base para um suco ou smoothie.

Foto: Bishnu Sarangi/Pixabay

Mangostino

A casca roxa do mangostino (ou mangostão) pode não ser comestível, mas seu interior macio e branco tem um sabor doce e picante. É conhecida como "Rainha da Fruta" depois que a Rainha Vitória, monarca inglesa do século XIX, supostamente ofereceu uma pequena fortuna para quem levasse a fruta para ela provar. 

Restrições às importações em alguns países significam que os mangostões ainda podem alcançar um alto preço no exterior. Pode ser adicionado a sucos, smoothies, pratos doces ou salgados ou consumido cru.

Foto: Taboty/Pixabay

Borojó

Borojó é conhecido como "Viagra da Natureza" ou "Suco do Amor" graças às suas propriedades afrodisíacas, conhecidas há séculos. Também é tão cheio de nutrientes que alguns médicos afirmam que o cultivo da fruta em escala global resolveria o problema da desnutrição. O borojó pode ser consumido cru ou em sucos, geleias e smoothies.

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

Curuba (maracujá banana)

A curuba às vezes é chamada de "maracujá da banana" por causa de sua polpa amarela com sementes pretas. Inicialmente foi exportado apenas como celulose, mas desde então se tornou tão popular que agora é enviado inteiro para os EUA, Europa e Japão. 

A curuba está repleta de antioxidantes conhecidos como proantocianidinas, que ajudam a prevenir os danos causados pela poluição e pelo fumo. Essa fruta geralmente é comida crua, mas também é comumente usada como recheio de torta.

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

Lulo

Lulo é uma fruta cítrica e picante. Estimula o sistema imunológico porque é cheia de vitamina C, ajudando na produção de glóbulos brancos (defendem contra patógenos e doenças infecciosas). É uma fruta notoriamente frágil e difícil de produzir em massa. 

Mas é uma das frutas favoritas da Colômbia para sucos. De fato, em Cali, por exemplo, existe um suco muito famoso chamado 'lulada', no qual o lulo é amassado e misturado com suco de limão, água, açúcar, gelo picado e uma dose de vodka.

Foto: Magnus Manske/Wikimedia Commons

Níspero (Néspera)

O níspero ou nêspera é mais uma fruta super exótica – diz-se que tem propriedades de combate ao câncer e ajuda a manter uma pressão sanguínea saudável. Também está cheia de vitamina A, que melhora a saúde dos olhos e também é bom para os dentes e os ossos. 

Atualmente, os médicos colombianos pesquisam se as folhas da fruta também podem ajudar a prevenir o câncer de pele. Níspero pode ser comido cru e é um excelente ingrediente para suco ou smoothie, mas também é ótimo como geleia ou condimento.

Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

*Com informações do Ministério de Comércio, Indústria e Turismo da Colômbia 

Veja mais notícias sobre GastronomiaAmazônia Internacional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 08 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/