Manaus 30º • Nublado
Segunda, 29 Novembro 2021

Você sabia que o Rio Amazonas tem origens na África?

rio-amazona_20211018-165544_1

Com a nascente na cordilheira dos Andes, com nome de Apurímac, ao sul do Peru e desaguando no oceano Atlântico, o rio Amazonas possui cerca de 6.436 quilômetros de comprimento e em seus trechos mais fundo, 120 metros de profundidade.

Entra no território brasileiro com o nome de Solimões e em Manaus, após junção com o Rio Negro, recebe o nome de Amazonas. Mas você sabe qual a origem do Rio Amazonas? Sabe porquê, há milhões de anos ele corria "ao contrário"?

Leia também:  Multiverso do Rio Amazonas. Você sabia que o fluxo do Rio Amazonas já correu ao contrário?

O Portal Amazônia explica as raízes do Rio Amazonas. Confira a seguir:

Leia também:   Você sabe a profundidade do rio Amazonas?

Foto: Reprodução

 Você já deve ter ouvido falar que o mundo já teve apenas um grande continente, conhecido como Pangeia (do grego, pan =todo e Gea=terra, "todas as terras"). Há cerca de 200 milhões de anos houve a primeira grande separação desse continente, fragmentando-se em Gondwana e Laurásia.

O atual Rio Amazonas tem origens no antigo continente Gondwana, que era formado pelos continentes conhecidos hoje como: América do Sul, África, Antártica, Austrália e o subi continente indiano.

O Rio fazia parte de um grande curso d'água que atravessava o continente. Esse curso era unido com aquele que formaria a bacia do Rio Congo. Quando os dois continentes se separaram, cada rio iniciou sua história particular.

Ilustração: Lermot/Shutterstock

Conforme a placa tectônica sul-americana se aproximou da de Nazca (à oeste do continente), uma montanha foi formada onde hoje está o nordeste brasileiro, fechando o fluxo com o Oceano Atlântico. Nessa época, o Rio Amazonas corria "ao contrário" desaguando no Pacífico.

Placas tectônicas de Nazca e sul-americana deram origem à Cordilheira dos Andes. Foto: Reprodução.

Contudo, milhões de anos depois, nossa placa se chocou com a de Nazca, começando a formação dos Andes. Na medida em que a cadeia de montanhas foi ficando mais alta, o Rio Amazonas não conseguiu mais desaguar no Pacífico. Com isso, se formou um grande mar (ou lago) no meio da América do Sul.

Isso tudo proporcionou o surgimento de novas espécies, como "espelhos" de animais do mar porém de água doce,  como os botos, que são parentes dos golfinhos que vivem no mar. Também há diversos tipos de raias que vivem no Rio Amazonas que tem origens comuns com animais do Oceano Pacífico. 

Veja mais notícias sobre Amazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 30 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/