Manaus 30º • Nublado
Domingo, 25 Setembro 2022

6 pontos turísticos imperdíveis de municípios do Amapá

Primeiro de maio, além do Dia do Trabalhador, é marcado pela celebração do aniversário de seis municípios do Amapá, todos desmembrados e emancipados na mesma data em 1992. Portanto, neste domingo (1º), comemoram 30 anos as cidades de Cutias, Itaubal, Pedra Branca do Amapari, Porto Grande, Pracuúba e Serra do Navio.

Marcados pelas belezas naturais e características únicas, as cidades são marcadas pelo turismo de natureza, repletas de florestas, rios, balneários e lagoas. Conheça opções turísticas imperdíveis de cada cidade:

Serra do Navio

Localizado a 219 quilômetros de Macapá, o município de Serra do Navio carrega características únicas, como a vila que deu origem ao município. Concebida de acordo com o padrão americano, a cidade, inicialmente, era local de abrigo de quem atuava na extração de minério na metade do século passado.

Foi justamente essa atividade que levou a um dos pontos mais visitados de Serra do Navio: a lagoa azul. De um tom encantador em função dos minérios da região, o local é destino de centenas de turistas todos os anos.

De cima, a lagoa pode ser vista do mirante da Mina F12. A partir de uma trilha de 3,5 quilômetros é possível chegar até o alto, onde há um acampamento. A vista é de tirar o fôlego. Quem acorda cedo, pode conferir o sol nascer sobre as nuvens e a floresta.

A distância entre a capital e Serra do Navio é de pouco mais de 200 quilômetros, com acesso pela BR-210, passando por comunidades de Porto Grande e Pedra Branca do Amapari. A maioria da rodovia é asfaltada, mas há um longo trecho em que a estrada é de terra. Por isso, se chover, é mais um desafio para acessar a região.

Pedra Branca do Amapari

Também com acesso pelo trecho não pavimentado da BR-210, o município de Pedra Branca do Amapari, a 183 quilômetros de Macapá, também tem nas águas seus pontos turísticos mais atrativos.

O primeiro deles é o Rio Amapari, que dá nome e corta a sede do município. Um braço do rio forma um balneário logo na entrada da cidade, que é ponto comum de lazer entre moradores e visitantes. 

Com barracas, quiosques, deck e parque infantil, é o lugar perfeito para quem quer aproveitar um dia de sol sem sair da sede do município.

Quem busca algo menos movimentado pode se divertir nas corredeiras formadas em rios no entorno do município, onde algumas delas até se tornaram roteiros para os amantes de canoagem e foram adaptadas para cadeirantes.

Pracuúba

Município menos populoso do Amapá e a cerca de 280 quilômetros da capital, Pracuúba tem uma rotina pacata e é a porta de entrada para a Região dos Lagos no Amapá, que contempla as cidades vizinhas de Amapá e Tartarugalzinho.

O potencial se justifica na principal economia do município: a pesca. Anualmente, o Festival do Tucunaré atrai milhares de turistas para a cidade, que tem o acesso todo asfaltado. A orla do município é urbanizada e tem pontos de visitação com bares e restaurantes que dão acesso ao Lago Pracuúba.

Vista aérea do município de Pracuúba. Foto: Phelippe Gomes/Prefeitura de Pracuúba

Cutias do Araguari

O município que fica a 147 quilômetros de Macapá e que também tem parte do seu acesso por terra, leva no nome o Rio Araguari, principal ponto turístico da região.

Por muitos anos, Cutias foi a porta de entrada para os amantes da pororoca, a famosa onda formada na foz do Araguari que atraiu turistas do mundo inteiro.

Para quem gosta do rio mais tranquilo, a orla da cidade é ponto certo. Com iluminação e vários pontos para banho, o turista tem acesso ainda a passeio de barco, pesca e outras atividades.

Para chegar no município partindo da capital Macapá são duas opções: pelas rodovias AP-070 e BR-156 até a AP-110, dos quais cerca de 60 quilômetros do trajeto ainda são sem asfalto.

Porto Grande

A cidade que fica a cerca de 1 hora de Macapá pela BR-210 e tem acesso todo por rodovias asfaltadas, com exceção de quem vem de Pedra Branca e Serra do Navio, é cercada pelo Rio Araguari e tem nele um dos principais atrativos para turistas. Com praias de areia e enormes pedras, a orla é o ponto perfeito para aquele banho com a família e amigos todos os dias.

A sede da cidade ainda tem um balneário que abriga a principal festividade do município: o Festival do Abacaxi, realizado anualmente em setembro e que atrai visitantes com shows nacionais e culinária baseada no fruto.

Nos últimos anos, Porto Grande também passou a receber competições e eventos de pesca esportiva, visando aproveitar o potencial do Rio Araguari, um dos maiores e principais do Estado.

Município de Porto Grande. Foto: Divulgação/PMPG

Itaubal do Piririm

A cerca de 100 quilômetros de Macapá, com acesso todo asfaltado pela Rodovia AP-040, o município de Itaubal fica às margens do Rio Piririm, que dá nome à cidade. A proximidade com a capital atrai turistas para os vários balneários da região, conhecidos pelas águas calmas.

Os primeiros deles já são possíveis de serem contemplados antes mesmo de chegar à sede do município. A comunidade de Curicaca, cerca de 20 quilômetros antes de Itaubal, tem uma variedade de balneários com oferta de vários tipos de hospedagens, comidas e bebidas.

Balneário em Curicaca, em Itaubal do Piririm. Foto: John Pacheco/g1 Amapá

*Por John Pacheco, g1 Amapá 


Veja mais notícias sobre TurismoAmapá.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 25 Setembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/