Manaus 30º • Nublado
Quinta, 18 Agosto 2022

3 características curiosas para conhecer o marabaixo, dança tradicional do Amapá

marabaixo Foto: Aydano Fonseca/Tambores e Bandeiras

Saia rodadas coloridas, cabelos decorados com flores, toalhas sobre os ombros. Essas são algumas das características das indumentárias utilizadas no ciclo do marabaixo, a principal manifestação do Estado do Amapá, reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

Um patrimônio imaterial está relacionado à maneira como os grupos sociais se expressam por meio de festas, saberes, celebrações e rituais. Fazem parte da formação de identidade e memória daquele povo.

Mas afinal, o que é o marabaixo? O Portal Amazônia explica o contexto da manifestação e sua importância para a população amapaense.

Foto: Diário do Amapá/Reprodução

O marabaixo consiste em uma homenagem ao Divino Espírito Santo e à Santíssima Trindade. Inicia-se na semana santa, a partir do domingo de Páscoa e se encerra no Domingo do Senhor - no primeiro domingo após o Corpus Christi.

A celebração ocorre em duas partes: a sagrada, com missas, novenas e ladainhas; e a profana, com bailes e a dança do marabaixo.

Todas essas festividades são conhecidas como o Ciclo do Marabaixo. Mistura elementos religiosos afro-brasileiros com o catolicismo.

Origem do nome 

O nome 'marabaixo' remonta às mortes de negros escravizados vindos da África em navios que traziam centenas de pessoas na mesma situação.

Em homenagem aos escravos, hinos de lamento eram cantados "mar abaixo, mar acima". Depois disso, o Marabaixo se integrou como ritual religioso nas comunidades negras do Amapá, com promessas e agradecimentos pelas graças alcançadas. 

Os festejos 

Como dito no início do texto, na dança do marabaixo, as mulheres vestem-se com anáguas, saias rodadas floridas, camisa branca, colares, lenço no ombro e flor atrás da orelha, uma versão estilizada das roupas das escravas.

Já os homens usam roupas brancas e tocam com duas baquetas grandes tambores conhecidos como caixas ou caixa de Marabaixo. Todos dançam em círculo, sentido anti-horário e ao redor de si mesmos.

Relembre um momento registrado pelo Amazon Sat 

Importância 

Por ter surgido em um contexto de negros escravizados, a manifestação possui força principalmente em comunidades negras do Amapá, como o bairro do Laguinho, Santa Rita, Mazagão Velho, Campina Grande, Lagoa dos Índios, Coração, Curiaú, Maruanum, entre outras.

A tradição 'marabaixeira' é repassada de geração a geração e é de fundamental importância para a construção da identidade cultural brasileira.

Ao juntar a religiosidade do catolicismo com elementos afro-brasileiros, o sincretismo resulta na consolidação dessa identidade própria e compreensão da própria história.

Confira um documentário realizado pelo Sesc na comunidade Maruanum:

Veja mais notícias sobre CulturaAmapá.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 18 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/