Presidente Roberto Cidade repudia violência contra vereadora Professora Jacqueline e coloca Procuradoria da Mulher à disposição da parlamentar

Cidade se solidarizou com a vereadora Jacqueline e reforçou o compromisso do Parlamento Estadual em defender a participação feminina em todos os espaços conquistados pelas parlamentares mulheres.

Parlamentar alinhado com todas as iniciativas de proteção e promoção da mulher, o deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), usou a tribuna do Plenário Ruy Araújo nesta quarta-feira, 28/2, para repudiar a violência política sofrida pela vereadora de Manaus, Professora Jacqueline (UB).

Em aparte ao pronunciamento da deputada estadual e presidente da Procuradoria Especial da Mulher da Aleam, deputada Alessandra Campêlo (Podemos), Cidade se solidarizou com a vereadora Jacqueline e reforçou o compromisso do Parlamento Estadual em defender a participação feminina em todos os espaços conquistados pelas parlamentares mulheres.

“Eu sempre defendi e defendo a bandeira das mulheres aqui nesta Casa e, também por isso, me solidarizo com a vereadora Professora Jacqueline, que faz parte do União Brasil, e aproveito para dizer aos vereadores, deputados, enfim, para todos os parlamentares que nós precisamos respeitar as mulheres. Elas lutam muito para ter seu espaço na política, ainda são minoria e muitas vezes quando chegam no parlamento ainda são tolhidas, impedidas de exercer seus mandatos. Isso é muito triste e precisa ser combatido. Repudio veementemente qualquer atitude como essa contra qualquer parlamentar mulher. As mulheres, todas elas, precisam ser tratadas com respeito”, afirmou Cidade.

Foto: Rodrigo Brelaz

Entusiasta do serviço prestado pela Procuradoria Especial da Mulher da Aleam, o deputado presidente reafirmou à deputada Alessandra que o trabalho realizado pela Procuradoria terá todo o apoio da presidência da Assembleia Legislativa neste caso também.

“As mulheres parlamentares, seja na Câmara Municipal de Manaus, na Aleam ou em outro parlamento municipal, precisam de total apoio e você, deputada Alessandra, tem o meu total apoio no que for preciso para combater qualquer atitude violenta contra a mulher. Repudio essa atitude contra a vereadora Professora Jacqueline e me solidarizo com ela”, reforçou. 

Procuradoria da Mulher 

Presidente da Procuradoria Especial da Mulher da Aleam, a deputada estadual Alessandra Campêlo afirmou que nesta quinta-feira, 29, a vereadora Professora Jacqueline será ouvida no seio da Procuradoria e, caso confirmado o episódio ocorrido na Câmara Municipal de Manaus. na última terça-feira (27/2), pode ser caracterizado como violência política de gênero.

De acordo com ela, a Procuradoria Especial da Mulher da Aleam está de portas abertas para prestar atendimento psicossocial e jurídico à vereadora. O caso deve ser levado ainda à Ouvidoria da Mulher do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AM) e ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), que integram a rede de proteção às mulheres que atuam na vida pública. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Portal Amazônia responde: qual a função de uma ‘área de preservação permanente’?

As APP são consideradas um instrumento essencial à política de preservação ambiental.

Leia também

Publicidade