Revista internacional sobre saúde publica pesquisa de professor roraimense

Artigo aponta relação entre fatores de risco cardiovasculares e a insuficiência cardíaca em idosos.

A Universidade Estadual de Roraima (UERR) ganhou destaque na revista internacional Healthcare‘, da editora MDPI, da Suíça. Edição recente da publicação traz um artigo do professor do curso de Educação Física da UERR, André de Araújo Pinto. A pesquisa coordenada por ele, e realizada em parceria com pesquisadores Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Universidade Federal de Viçosa (UFV), aponta a relação entre fatores de risco cardiovasculares e a insuficiência cardíaca (IC) em idosos.

A pesquisa, que contou com o apoio fundamental da Secretaria Estadual da Saúde (SESAU), analisou dados de 1.322 idosos de todos os municípios de Roraima, com idade média de 70,4 anos.

“Na pesquisa, descobrimos que idosos que apresentam simultaneamente fatores de risco como hipertensão, diabetes, hipercolesterolemia e tabagismo têm 20 vezes mais chances de desenvolver insuficiência cardíaca”.
André cita esta informação como a principal conclusão do estudo.

Ainda segundo o pesquisador da UERR, a presença de apenas um dos fatores de risco cardiovascular investigados já aumenta em 53% a probabilidade de IC nos idosos, e essa possibilidade cresce substancialmente com a presença simultânea de mais fatores.

“Por isso, a importância de um estilo de vida saudável na terceira idade, já que comportamentos como inatividade física, consumo de tabaco e maus hábitos alimentares favorecem o desenvolvimento de doenças que podem levar à IC”, adverte o pesquisador.

O estudo destaca que a doença sobrecarrega significativamente os sistemas de saúde em todo o mundo. “A IC é uma condição cara de tratar, tanto para o sistema de saúde quanto para os idosos e suas famílias, devido às frequentes hospitalizações e tratamentos, incluindo medicações”, explica. Os participantes da pesquisa foram atendidos nas unidades básicas do estado. A coleta dos dados foi realizada em conjunto com o Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE) da SESAU, em 2022.

O artigo do pesquisador da UERR também ressalta a importância de abordagens personalizadas no tratamento de idosos com diferentes perfis de risco, pois é comum que eles apresentem múltiplas condições crônicas além de hipertensão e diabetes. O material é subproduto da pesquisa intitulada “Fatores de Risco Cardiovasculares e Sequelas Associadas à Infecção pelo SARS-COV-2 em Idosos de Roraima”. 

*Com informações de Universidade Federal de Roraima

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Camu-camu é usado para enriquecer farinha de mandioca

Desidratados sob diferentes métodos tecnológicos, os resíduos agroindustriais de frutos de camu-camu, adicionados à farinha de mandioca, incrementaram significativamente os produtos finais.

Leia também

Publicidade