​Projeto de incentivo à literatura e escrita no Amazonas é destaque em prêmio nacional de educação

O ‘Semente Materna Poética’ já transformou mais de 100 alunos em escritores nos últimos anos.

O projeto ‘Semente Materna Poética’, idealizado pelo professor Fábio Gomes, recebeu Menção Honrosa no Prêmio Professor Porvir, que mapeia práticas pedagógicas inovadoras em escolas de todo o Brasil. Em Beruri, no Amazonas, desde 2019 a iniciativa tem estimulado estudantes de toda a educação básica a se expressarem por meio da literatura e da escrita de poemas.

Durante o último ano, o Prêmio Professor Porvir recebeu mais de 1 mil inscrições. Foram 32 projetos finalistas, em quatro categorias distintas. A iniciativa de destaque do professor da rede estadual do Amazonas tem a proposta de incentivar o protagonismo da juventude, valorizar a cultura local e os saberes das comunidades tradicionais, indígenas e ribeirinhas.

Por meio de oficinas de pintura e literatura, os alunos envolvidos no projeto produzem poemas sobre as próprias localidades e modo de vida.

Foto: Fábio Gomes/Arquivo pessoal

“Eu fiquei muito emocionado com o resultado e com a justificativa do júri. Fomos reconhecidos por estimular protagonismos na juventude e celebrar a riqueza da cultura local dos povos tradicionais, com quem trabalhamos. Sinto muito orgulho dos meus alunos e do que desenvolvemos”, 

destacou Fábio Gomes.

O professor, atualmente, ministra a matéria de Biologia, para estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), além da disciplina Projeto de Vida, componente curricular obrigatório do Novo Ensino Médio (NEM).

Foto: Fábio Gomes/Arquivo pessoal

Próximos passos 

No total, o projeto ‘Semente Materna Poética’ já foi responsável por cinco livros publicados e mais de 100 alunos envolvidos em suas ações. Para o futuro, o objetivo é continuar com as oficinas, que já estão confirmadas, em 2024, nas comunidades São Pedro e Lírio do Vale (ambas em Beruri), e no município de Tapauá (a 449 quilômetros de Manaus).

Entretanto, agora, o projeto também tem uma agenda nacional. A partir dos resultados no Prêmio Professor Porvir, a iniciativa de incentivo à literatura também acontecerá, nos próximos meses, em Lavras, município de Minas Gerais.

Fábio e seus estudantes também têm marcado, para o mês de junho, uma reunião com a ministra Luciana Santos, que coordena o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, do Governo Federal.

Foto: Fábio Gomes/Arquivo pessoal

Oficinas realizadas 

Nas oficinas desenvolvidas, a equipe do professor Fábio Gomes costuma passar pelo menos três dias em cada localidade, conhecendo os estudantes, apresentando e produzindo as atividades do projeto.

Até o momento, as atividades do “Semente Materna Poética” já foram realizadas nas comunidades do Santa Rita, do povo Apurinã, Tuiué, Jari (todas em Beruri), além do município de Manicoré (distante 332 quilômetros de Manaus).

Prêmio Professor Porvir

O Instituto Porvir é uma das principais plataformas de conteúdos e mobilização sobre inovações educacionais do Brasil. Desde 2012, mapeia, produz e difunde referências para inspirar e apoiar transformações ações que garantam equidade e qualidade na educação a todos os estudantes brasileiros.

Nesta edição do Prêmio Professor Porvir, os projetos vencedores terão seus conteúdos reunidos publicados em um e-book. A cerimônia acontecerá em São Paulo, no dia 4 de maio.

“Estamos muito felizes e animados com esse evento em São Paulo. O e-book é uma maneira de compartilharmos os saberes, fazendo com que ele chegue em outros estados. Já temos uma parceria com Minas Gerais e queremos chegar em mais localidades”, finalizou Fábio Gomes.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Riqueza botânica do Parque Estadual da Serra dos Martírios é registrada em livro 

O livro é fruto do trabalho de sete pesquisadores do Ideflor-Bio, da Embrapa Amazônia Oriental e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Leia também

Publicidade