Manaus 30º • Nublado
Domingo, 19 Setembro 2021

Como estudar com qualidade: três atitudes básicas para ser aprovado em provas e concursos públicos

A falta de método adequado e a ausência de orientação específica estão entre os principais fatores que dificultam e atrasam a aprovação em provas e concursos públicos. Existem ferramentas simples que podem ser utilizadas para antecipar seus resultados efetivos. O professor Kalebe Dionísio, que é recordista oficial de aprovações em concursos públicos federais, sintetiza de maneira muita didática os três passos que devem ser seguidos por estudantes que almejam melhorar seu desempenho em provas e concursos públicos.

Segundo o professor, sua preparação deve estar apoiada em três atitudes fundamentais que irão colaborar sobremaneira para a perfeita assimilação do conteúdo estudado e, consequentemente, serão essenciais para sua aprovação. Essas atitudes se manifestam em três momentos específicos do processo de ensino-aprendizagem. São eles, a confecção de resumos, a revisão de conteúdos e a resolução de questões. Esses são exatamente os três R's (erres) da preparação de alta performance que são a base do que o professor Kalebe Dionísio denomina de tripé da aprovação.

Foto: Glenn Carstens Peters / Unsplash

Para potencializar incrivelmente sua aprendizagem é preciso entender, desde logo, que o objetivo dos resumos é proporcionar a revisão permanente dos conteúdos já estudados. Esse é o primeiro passo. Um resumo ideal terá entre dez e vinte por cento de seu conteúdo original, ou seja, se o material que você estiver utilizando para estudar contiver duzentas páginas, um resumo ideal terá entre vinte e quarenta páginas. Isso vale, inclusive para videoaulas, legislações em áudio e podcasts.

O recomendável é que você faça seus resumos de maneira manuscrita. É um pouco mais lento, mas é muito mais eficaz, pois dessa forma várias áreas do seu cérebro estarão envolvidas no processo de construção dos textos dos resumos. Isso quer dizer que você aprenderá e memorizará muito mais conteúdo e com mais velocidade. Quanto mais manusear diretamente o conteúdo, mais terá familiaridade com o conhecimento que será utilizado em sua prova.

Na hora do estudo, divida a matéria em tópicos e subtópicos. Leia seu material com muita concentração e atenção. Após a primeira leitura, você já pode reler o conteúdo buscando apenas as palavras-chaves. Sublinhe essas palavras, pois elas sintetizam a essência do conteúdo estudado. Use as palavras-chaves que escolheu para elaborar seu resumo personalizado, mas adapte tudo o que for possível para sua própria linguagem. Faça como se estivesse explicando o conteúdo para alguém. Imagine-se comentando os pontos essenciais da matéria com seus pais, filhos, esposo ou esposa. Isso ajuda bastante a simplificar o texto.

O resumo feito com as suas próprias palavras faz com que você se mantenha focado apenas no essencial e fica muito mais fácil compreender e memorizar a matéria. Antes de concluir o resumo, releia-o, certificando-se de que todas as informações que você necessitará para sua prova estão organizadas de maneira clara e compreensível. Se entender que é necessário, faça alterações.

Conscientize-se de que um bom resumo, organizado e completo, é o início de seu processo de aprovação em provas e concursos públicos. A partir dessa percepção é possível entender perfeitamente a necessidade de você confeccionar seus próprios resumos manuscritos. Dessa forma, você estimulará o seu cérebro a pensar o conteúdo e, consequentemente, assimilar melhor aquilo que você está escrevendo.

O segundo momento da aprendizagem de alta performance é o da revisão permanente dos conteúdos. Além de confeccionar seus próprios resumos, eles precisam ser periodicamente revisados. Se, hoje, você estuda uma matéria e não a revisa de maneira adequada, quando chegar o dia da prova, muito possivelmente você terá esquecido dos detalhes e falhará ao tentar responder as questões mais complexas.

É por esse motivo que o resumo tem que ser completo. Isso facilitará a aprendizagem, garantirá a efetividade de suas revisões e o sucesso no momento das provas.

Foto: Parker Byrd / Unsplah

O cérebro precisa de tempo para conseguir guardar de maneira adequada as informações. Então, é necessário conscientizar-se que de pouco adianta fazer um ótimo resumo, se isso ocorrer na véspera da prova, quando já não houver tempo para a releitura dos conteúdos. Portanto, comece a confecção dos resumos com bastante antecedência.

Revisar periodicamente é uma necessidade. Se o resumo for de uma matéria que você domina é prudente fazer revisões a cada dez ou quinze dias. Se for de matérias mais complexas, esse prazo pode ser de cinco dias ou uma semana.

Os resumos mais compactos podem ser revisados todos os dias. A simples leitura repetidamente dos textos é suficiente para que os assuntos se tornem perenes em sua memória. Ler e reler resumos é uma das mais importantes estratégias de memorização permanente dos conteúdos.

O terceiro momento de sua preparação para provas e concursos públicos tem a ver com a resolução de questões. Na verdade, trata-se de uma outra maneira de revisar os conteúdos estudados. Um bom modo de colocar isso em prática é responder novamente as questões de provas de concursos que você já participou. Dessa forma, você analisará quais os motivos que o levaram a errar na hora da prova e identificará quais matérias precisam ser reestudadas.

Quando você resolve questões está conhecendo como a banca se posiciona diante de cada conteúdo. Isso é fundamental para seu sucesso nos estudos. Segundo o professor Kalebe, é essencial descobrir as estruturas lógicas das questões; constatar quais pontos costumam ser mais cobrados; cientificar-se de quais os conteúdos mais relevantes e até mesmo qual o nível de detalhamento é exigido por cada banca examinadora. Tudo isso é fundamental para quem está buscando os melhores resultados e quer garantir sua aprovação.

Pois bem, esses são apenas alguns dos motivos que justificam a resolução permanente de questões. Então, mãos à obra. Resolva a maior quantidade de questões que for possível, de preferência da banca organizadora responsável pelo seu concurso, dessa forma, quando estiver lendo o conteúdo teórico, sua mente estará atenta aos pontos mais relevantes para sua prova, uma vez que está em contato direto e permanente com o modo de pensar da banca examinadora. Esse mapeamento dos principais assuntos por meio da resolução de questões o levará a fazer adaptações cirúrgicas em seus resumos, deixando-os cada vez mais completos e adequados à sua preparação. Ou seja, a resolução de questões é utilizada principalmente para direcionar os estudos teóricos. Também é uma ótima forma de reforçar a memorização. Isso quer dizer que quanto mais questões você resolver, mais dominará o conteúdo de prova.

Ainda dentro da temática da resolução de questões, resolva simulados para testar a qualidade de seus estudos. Se você estiver tendo excelentes resultados nos simulados, possivelmente quando chegar na hora da prova o resultado não será diferente. O que não deve acontecer é você se concentrar exclusivamente na apreensão do conteúdo teórico, achando que isso será suficiente para sua aprovação. Lembre-se que a teoria não é suficiente para a aprovação em provas e concursos públicos. Testar seus conhecimentos antecipadamente é essencial, pois é o manuseio das questões que definem seus resultados efetivos. Se possível, faça simulados a cada quinze ou trinta dias. Existem empresas especializadas na aplicação de simulados, basta fazer uma assinatura ou comprar um pacote. É importante resolver os simulados monitorando o tempo de prova. Inclua, também em seu treino, o tempo destinado ao preenchimento do cartão resposta e à produção da redação, se for o caso.

Compreenda que existe uma maneira adequada para resolver questões quando se está estudando para provas e concursos públicos. Nesse caso, não basta simplesmente assinalar a resposta correta. Para otimizar sua aprendizagem, você deve identificar os erros das demais alternativas e transcrever para os resumos personalizados todos os pontos essenciais que a banca examinadora costuma trabalhar em suas provas, pois nesse primeiro momento você ainda está em processo de aprendizagem do conteúdo e aperfeiçoamento dos resumos.

Perceba que com a aplicação simultânea dessas três técnicas em sua preparação, seu nível de satisfação no que diz respeito à efetividade de seu ensino-aprendizagem irá se elevar bastante. Isso irá interferir em seu nível de ansiedade, gerando autoconfiança e potencializando todas as suas iniciativas relacionadas aos estudos. Trata-se de um círculo virtuoso, um verdadeiro mecanismo de retroalimentação da aprendizagem de alto desempenho.

Aproveite que o e-book completo do Professor Kalebe Dionísio, que fundamentou essas dicas, está disponível gratuitamente na internet e baixe-o imediatamente para aperfeiçoar ainda mais as suas técnicas de estudo. Não perca mais tempo e comece a implementar hoje mesmo o tripé da aprovação em seus estudos para provas e concursos públicos.


Deus abençoe. Um abraço. Tudo de bom. 

Veja mais notícias sobre Educação para resultados.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 19 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/