Mapa celebra R$ 37,2 milhões em convênios com Roraima para fomento do agro

Estado teve o maior valor de contratos na Região Norte em 2023. Esses valores colaboraram para financiar a aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, a recuperação e a manutenção de estradas vicinais e a construção de pontes.

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) encerrou o ano de 2023 com um balanço de mais de R$ 37,2 milhões em convênios celebrados com o estado de Roraima. O montante tem o objetivo de fomentar ações de apoio à agropecuária.

Esses valores colaboraram para financiar a aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas, a recuperação e a manutenção de estradas vicinais e a construção de pontes. Ainda, no estado roraimense, cujo valor bruto da produção agropecuária teve crescimento significativo entre 2022 e 2023, as cifras repassadas pelo Governo Federal também subsidiaram a implantação de infraestruturas elétricas e de iluminação, além da reforma e adequação de locais dedicados à comercialização e fabricação de produtos rurais.

Foto: Reprodução/Secom-PR

“A atividade agropecuária é uma das mais importantes para a economia do nosso país. O papel do Ministério da Agricultura é investir nesse setor, que é grande um gerador de empregos, renda e oportunidade para a nossa gente. A agropecuária traz grandes riquezas para o Brasil”,

destacou o ministro Carlos Fávaro.

Em toda a Região Norte, foram firmados 85 instrumentos, com valor total superando R$ 119,2 milhões, sendo: R$ 23 milhões para o Pará; R$ 20,9 milhões para Rondônia; R$ 14 milhões para Tocantins; R$ 13,9 milhões para o Acre; R$ 8,7 milhões para o Amazonas; e R$ 1,2 milhão para o Amapá.

Mais de R$ 1 bilhão

Em todo o território nacional, o Mapa firmou, ao longo de 2023, mais de 1,1 mil convênios. No total, os instrumentos formalizados ultrapassam o valor de R$ 1,02 bilhão. Além dos R$ 119,2 milhões para a Região Norte, onde Roraima teve destaque, tiveram outros R$ 267,6 milhões para a Região Sul; R$ 255,6 milhões para a Região Nordeste; R$ 138,8 milhões para a Região Sudeste; e R$ 247,3 milhões para a Região Centro-Oeste. 

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Riqueza botânica do Parque Estadual da Serra dos Martírios é registrada em livro 

O livro é fruto do trabalho de sete pesquisadores do Ideflor-Bio, da Embrapa Amazônia Oriental e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Leia também

Publicidade