Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sexta, 26 Fevereiro 2021

Parque Estadual do Jalapão recebeu cerca de 150 mil turistas nos últimos nove anos

As belezas naturais da região do Jalapão são as que possuem maior potencial para atração de visitantes ao Tocantins. Desde 2012, quando a presença de turistas no Parque Estadual do Jalapão (PEJ) passou a ser contabilizada, até dezembro de 2020, 150 mil turistas visitaram o local.

O supervisor do PEJ, Reinaldo Tavares, afirma que o número registrado de visitantes, em quase uma década, parece pequeno se comparado a outros pontos turísticos do Brasil. Entretanto, ele lembra que o Parque é uma Unidade de Conservação e a quantidade de visitantes em cada atrativo do local é controlada para evitar danos irreparáveis.

Foto: Divulgação

"Até mesmo a presença de pesquisadores, que têm no Parque seus objetos de estudos, precisa ser autorizada pelo Naturatins [Instituto Natureza do Tocantins], a quem compete à gestão da Unidade de Conversação", explica o servidor.

Reinaldo Tavares destaca que, por causa da pandemia da Covid-19, as normas para admissão de turistas no Jalapão ficaram ainda mais rigorosas. "Em outubro do ano passado, foi publicada a Instrução Normativa Conjunta entre o Naturatins e a Adetuc [Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa], contemplando os procedimentos a serem adotados para visitas às Dunas, à Serra do Espírito Santo, à Cachoeira da Velha e à Prainha do Rio Novo, que são os atrativos públicos do PEJ", acrescenta o supervisor.

Por ser uma região de belezas únicas e contrastantes, suas paisagens já foram cenários para vários tipos de produções, desde ensaios fotográficos, até novelas nacionais e reality show de sobrevivência internacional. Tudo isso ajudou o Jalapão a figurar entre os destinos desejados por todos que apreciam o turismo de aventura ou ecoturismo.

No início deste mês, Hugo Azevedo veio de Salvador conhecer o PEJ. Acompanhado da esposa, ele diz que o fato do local ser off road (sem estradas pavimentadas de acesso) tornou a escolha do Jalapão como destino de férias mais fácil. "Adoramos ambientes off road e estamos sendo surpreendidos a cada dia", afirma o visitante.

O visitante declara que conheceu o Jalapão por meio de fotos em redes sociais, com destaque para o grande número de fervedouros. "As imagens chamam a atenção, especialmente pelos fervedouros e os rios de águas cristalinas, mas quando chegamos aqui nos surpreendemos, porque o Jalapão é muito mais, é um lugar de beleza única e descobrimos mais a cada passeio", declara Hugo Azevedo.


Foto: Divulgação

Regras de visitação

A Instrução Normativa publicada em outubro do ano passado trata dos processos de agendamento, do controle de capacidade de carga e da exigência do guia de turismo ou condutor para explorar os atrativos do PEJ. O agendamento de visita deve ser feito por meio do preenchimento da ficha Agendamento Jalapão, disponível para download no site https://adetuc.to.gov.br, e enviada para o e-mail [email protected] O agendamento só pode ser solicitado por agências de viagens e turismo, guias de turismo e condutores cadastrados no Cadastur e no Naturatins.

Os agendamentos devem ser solicitados com um prazo mínimo de quatro dias de antecedência da data da visita. Sendo que, para agendamento de visitas durante os feriados prolongados, a solicitação deverá ser feita com, no mínimo, sete dias de antecedência. A confirmação da visita será em até 24 horas para as solicitações feitas de segunda a sexta-feira; já as solicitações feitas nos fins de semana e nos feriados terão a confirmação em até 48 horas.

Em relação à capacidade de carga dos atrativos, ou seja, à quantidade máxima de visitantes por vez, a Instrução Normativa determina que para as Dunas, Cachoeira da Velha e prainha do Rio Novo são de 200 pessoas/dia; já para a Serra do Espírito Santo, 100 pessoas/dia.

Todas as dúvidas quanto ao agendamento poderão ser enviadas para o e-mail [email protected] ou sanadas pelo telefone (63) 3218-5802, no período das 8 às 14 horas.

O acesso aos atrativos públicos só será permitido com a presença de um guia de turismo ou condutor cadastrado no Cadastur e licenciado pelo Naturatins. Cada guia de turismo ou condutor deverá guiar/conduzir grupo composto por até dez pessoas.

São obrigatórios o uso de máscaras e o distanciamento social durante a visita deve ser mantido. Além disso, as agências de viagens e turismo, os guias e os condutores serão responsáveis pelo retorno do lixo gerado pelo grupo.

O horário de visitação das Dunas é das 7 às 11 horas e das 14 às 17 horas; da Serra do Espírito Santo, das 4 às 11 horas; e da Cachoeira da Velha/Prainha do Rio Novo, das 8 às 16 horas. 

Veja mais notícias sobre TocantinsTurismo.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 26 Fevereiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/