Manaus 30º • Nublado
Sexta, 01 Março 2024

Com avaliação da Unesco, Chapada dos Guimarães pode se tornar sexto Geoparque do Brasil

782-1 Foto: Reprodução/Governo de MT

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (distante 67 quilômetros de Cuiabá) pode ganhar o selo de Geoparque Global da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Até o dia 14 de junho, uma equipe de avaliadores da instituição estará em Mato Grosso analisando a Chapada do Guimarães para saber se o local pode integrar a rede Global de Geoparques.

Para o geólogo, professor da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), Caiubi Kuhn, um dos pesquisadores responsáveis pela Chapada dos Guimarães, o local se enquadra em todos os requisitos para se tornar um Geoparque. 

"Sua diversificada oferta turística e seu patrimônio natural e cultural propiciam uma vocação para o segmento de turismo de natureza, ecoturismo e turismo de experiência. As rochas da região contam a história de uma antiga cordilheira de montanhas, mares, desertos, vulcanismos e antigos sistemas de rios que, hoje, guardam importantes aquíferos como o do Guarani. Na região também existem fósseis de animais marinhos como os braquiópodes e trilobitas, e animais terrestres como os dinossauros", 

destacou.
Chapada dos Guimarães pode ganhar selo de Geoparque Global da Unesco. Foto: Reprodução/Governo de MT

Ainda segundo o pesquisador, o município possui diversas cavernas, cachoeiras, mirantes, saborosa gastronomia, histórias que marcaram a mineração de diamantes nos séculos passados e povo acolhedor.

Caiubi afirma que com o reconhecimento mundial, o trade turístico será mais valorizado. "Se tornar um Geoparque, é uma forma de valorizar e dar mais visibilidade ao território e suas características. Fortalecer alternativas de desenvolvimento sustentável, melhorar a educação e o acesso a ciências, promover uma gestão territorial adequada e fomentar o turismo e da indústria criativa. Ou seja, inúmeros pontos positivos são aguçados com essa iniciativa",

disse.
Durante a visita dos avaliadores, a comissão de pesquisadores e autoridades locais, visitarão diversos atrativos do município, além de participar de programações culturais, reuniões temáticas entre outras atividades, como: Caverna Aroe Jari, Cidade de Pedra, Geossítio Dinossauros Morro do Cambabe, Parque Nacional, Museu do Santuário de Sant'Ana, entre outros.

Confira as belezas naturais da Chapada dos Guimarães: 

Geoparques

Os Geoparques Globais são áreas geográficas unificadas, onde locais e paisagens de importância geológica internacional são gerenciados com base em um conceito holístico de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. O conceito de Geoparque vem avançando desde 2004 quando foi criada a Rede Mundial de Geoparques e, a cada ano, tem se tornado mais popular.

Atualmente, existem 195 Geoparques Globais da UNESCO, em 48 países, no Brasil existem atualmente cinco geoparques reconhecidos, sendo eles: Araripe (CE), Seridó (RN), Cânions do Sul (RS/SC), Caçapava (RS) e Quarta Colônia (RS).

Foto: Reprodução/Governo de MT

Um Geoparque não trata apenas da geologia, ele tem o objetivo de desenvolver e celebrar as ligações entre o patrimônio geológico e todos os outros aspectos do patrimônio natural, cultural e imaterial da área. São locais baseados no geoturismo, educação e geoproteção.

A Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso, possui como área os limites do município de mesmo nome e é coordenado pela Prefeitura Municipal, por meio de um comitê composto por inúmeras instituições. 

Veja mais notícias sobre TurismoMato Grosso.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 01 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/