Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 25 Julho 2021

Paraense viraliza com técnica alternativa para encurtar rede

Herança dos povos indígenas brasileiros, o hábito de descansar em redes e uma das marcas registradas da região Norte e que ganhou o Brasil, principalmente pelo conforto e portabilidade do utensílio doméstico. A rede é, há cinco séculos, um elemento presente e indispensável na vida dos brasileiros. A produção brasileira de redes de dormir está estimada em um milhão de unidades.

No uso constante, porém, precisar encurtar os punhos da rede pode ser um problema. A estratégia mais comum é o uso do nó "boca de lobo", mas também são comuns os relatos de quem não consegue realizar o nó da maneira correta.

Foto: Divulgação

 Pensando nisso, o engenheiro elétrico paraense Lucas Gabriel Lacerda gravou um vídeo mostrando uma forma alternativa de encurtar a rede. Até esta terça-feira (6), o vídeo já tinha mais de 800 mil visualizações nas redes sociais, somando o TikTok e o Twitter.

No vídeo, Lucas ensina a encurtar a rede usando os gomos do punho, que ficam próximos ao corpo do utensílio. A adaptabilidade da rede está justamente nos punhos, que podem ser estendidos com a ajuda de cordas ou cabos extensores; ou encurtada com o nó "boca de lobo" ou a ajuda de novos utensílios como o "anjo".

Confira o vídeo:

Após o vídeos, muitos usuários contestaram que a alternativa do engenheiro não se aplica a todas as redes. Há também quem prefira manter a boa e velha "boca de lobo". E você, como prefere encurtar a sua rede?

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 26 Julho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/