Manaus 30º • Nublado
Quarta, 01 Fevereiro 2023

Mostra de documentários e curtas-metragens acontece neste sábado

Neste sábado (7), às 18h30, no Cine Teatro Guarany, o Cineclube de Arte SEC apresenta a Mostra Memória das Artes. Com documentários e curtas-metragens o projeto tem o objetivo de difundir a produção cinematográfica amazonense contemporânea, motivando a circulação de obras fílmicas. Com a presença de personalidades como Zeca Torres, Nikolaus Heinrich Witt e Fernando Jr. o projeto é da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Departamento de Difusão Cultural.

Confira a sinopse dos documentários e curtas-metragens a serem exibidos na Mostra:

AMAZONAS CASOS E CAUSOS DE NIKOLAUS HEINRICH WITT

Este documentário relata a trajetória do avô do escritor radicado na cidade do Rio de Janeiro Nikolaus Heinrich Witt, seu homônimo, no Amazonas da Belle Époque, e sobre o misterioso personagem Karl Waldemar Scholz, empresário comerciante destacado no ciclo econômico áureo da borracha e proprietário original do prédio onde viria a funcionar a sede do governo do Estado do Amazonas, o " Palácio Rio Negro" a partir de 1918, quando então adquirido pelo governador do Estado Pedro D`Alcantara Bacellar.

Foto: Divulgação

 ZECA TORRES-O PORTO DAS CANÇÕES

O curta-metragem, que tem direção e roteiro de Sérgio Cardoso, apresenta José Evangelista Torres Filho, compositor e instrumentista conhecido como Zeca Torres. No filme, Torrinho fala sobre o seu amor à música, sua história de vida e formação como artista. Radicado em Manaus, nasceu em Belo Horizonte (MG) em 15 de janeiro de 1955. Viveu a infância no bairro da Tijuca (Rio de Janeiro), de onde trouxe as influências da bossa nova, do tropicalismo e da música pop internacional dos anos 60/70, como Beatles e o rock progressivo.

Foto: Divulgação

 FERNANDO JR. - O ARTISTA DOS REGISTROS URBANOS NO TEMPO

O curta-metragem apresenta o artista plástico amazonense Fernando Antônio da Silva Júnior, que se especializou em registrar os prédios históricos de Manaus em seus desenhos e pinturas como uma forma de preservar a memória da cidade.

Foto: Divulgação

Todos os documentários têm direção e roteiro de Sergio Cardoso, sendo um registro de pessoas comuns e artistas que deixaram de alguma forma sua marca social e artística em nossa cidade.

A entrada é gratuita e para garantir o seu lugar é preciso realizar o agendamento prévio através do site www.cultura.am.gov.br

O cineteatro Guarany dispõe de 48 lugares (50% de sua capacidade) disponível durante a mostra, seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento social no controle da pandemia de COVID-19 durante a exibição destas obras.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários: 1

Martin Avila Witt em Sábado, 23 Julho 2022 17:03

Nokolaus era meu tio. Veio a falecer no final da semana passada, em Rio Claro, RJ, em sua casa.
Boa alma, bom carater. Deixará saudades...

Nokolaus era meu tio. Veio a falecer no final da semana passada, em Rio Claro, RJ, em sua casa. Boa alma, bom carater. Deixará saudades...
Visitante
Quinta, 02 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/