Manaus 30º • Nublado
Terça, 28 Setembro 2021

Aprenda a fazer o Caldo Erotizante de cabeça de piranha

Captura-de-Tela-2021-08-03-as-09.35.42
 
MANAUS - É do conhecimento popular na Região Norte que o caldo da piranha é um alimento erotizante. Mas porque ele é tido como afrodisíaco? As cabeças das piranhas tem uma grande quantidade de fósforo, o elemento é um estimulante da libido. Segundo a cultura ribeirinha quem come fica pronto para o amor.

 
Como fazer

Em uma panela, cozinhe uma cebola cortada em quatro frações com a casca para saborizar o caldo, colocamos chicória, alho, cebolinha, cheiro verde, tomate e um pouco de farinha branca para engrossar o caldo, não esquecendo-se de cortar e colocar uma pimenta de cheiro em quatro pedaços. Coloque sal e pimenta a gosto. Tampe a panela e quando borbulhar coloque as cabeças de piranha e deixe ferver por dez minutos. Está pronto para ser saboreado. Servir com o pirão de farinha branca com cebolinhas cortada, e o caldo separado para tomar na beira do prato, pois o homem da floresta toma caldo sem usar colher.
 
Ingredientes

4 cabeças de piranha
2 dentes de alho amassados
3 colheres de sopa de suco de limão
1 cebola média
½ chicória
½ cebolinha
½ cheiro verde
2 colheres de farinha de trigo
1 pimenta de cheiro
2 colheres de sopa de coentro picado
Sal e pimenta a gosto
 
Indicações

A indicação popular é para melhorar a função sexual masculina. Em termos nutricionais é um prato rico em proteínas, fósforo, vitaminas, sais mineiras e compostos bioativos presentes, principalmente, nos temperos usados para fazer o caldo. Acredita-se que este prato também seja bom para a saúde cardiovascular. Pode ser comido sem restrição.
 
*As informações são do livro “Dieta Amazônica: Saúde e Longevidade”, de Euler Esteves Ribeio e Ivana Beatrice Mânica da Cruz
 

Veja mais notícias sobre Gastronomia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/