Manaus 30º • Nublado
Domingo, 14 Abril 2024

Conheça 5 festas carnavalescas com o jeitinho da Amazônia

Comecam-os-preparativos-para-o-Carnailha-e-Carnaboi-2024-em-Parintins
O Carnaval é uma das celebrações mais populares do Brasil. E, ao longo dos anos, o evento que marca a folia nacional acabou interagindo com tradições locais e dessa miscigenação surgiram eventos carnavalescos únicos, alguns com a 'cara' da Amazônia

O Portal Amazônia encontrou cinco eventos para você incluir na programação de Carnaval. Confira:

Carnachoeira (Presidente Figueiredo/AM) 

O município de Presidente Figueiredo é conhecido como a 'Terra das Cachoeiras' no Amazonas. Ele está distante a 107 quilômetros de Manaus e seu principal acesso é a BR-174. Porém, além das belas cachoeiras e cenários naturais, Presidente Figueiredo sedia o Carnachoeira.

Em 2024, o evento chega a sua 19ª edição. O Carnachoeira é organizado pela prefeitura de Presidente Figueiredo e movimenta a economia local.

Agendado para ocorrer de 10 a 13 de fevereiro, a festividade tem como cenário a Praça da Vitória e o Parque do Urubuí, um dos pontos icônicos do turismo na cidade. 

Leia também: Conheça 15 cachoeiras para se refrescar em Presidente Figueiredo

Foto: Divulgação/Prefeitura de Presidente Figueiredo

Carnarimbó (Santarém/PA)

A musicalidade amazônica é única, mas também pode inspirar outros momentos festivos. Em Santarém (PA), por exemplo, a Secretaria Municipal de Cultura (Semc), Agência Distrital, Conselho Comunitário e grupos de carimbó da vila de Alter do Chão, juntos idealizam o 'Carnarimbó'.

Trata-se do movimento carnavalesco que se mistura ao carimbó como expressão de identidade cultural na vila balneária. Em 2024 a festa já está a todo vapor. O esquenta acontece aos sábados, na Praça Lauro Sodré, até o dia 3 de fevereiro, a partir das 19h.

Saiba mais: Carnarimbó: festa mistura agito do carnaval com sonoridade do carimbó

Foto: Reprodução/Movimento de Carimbó - Alter do Chão

Carnailha (Parintins/AM)

E quem disse que a movimentação dos bumbás Garantido e Caprichoso acontecem apenas no mês de junho? Em Parintins (distante a 359 quilômetros de Manaus), o Carnaval também ganha as cores vermelho e azul. Na Ilha Tupinambarana, no Amazonas, os brincantes que são apaixonados pelo Festival Folclórico podem 'pular' o Carnaval de maneira diferente com o Carnailha. Este ano, o evento acontece nos dias 11, 12 e 13 de fevereiro.

Uma das recentes conquistas do evento veio através do Projeto de Lei impetrado pela deputada estadual Mayra Dias (Avante), que transformou o Carnailha em patrimônio cultural imaterial do Amazonas. 

Entenda: Carnailha: Carnaval de Parintins se torna Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Amazonas

Foto: Divulgação/Prefeitura de Parintins

Carnaboi (Manaus/AM)

As festividades carnavalescas de Manaus também ganham o tom dos bumbás de Parintins. Desde o ano 2000, a capital amazonense recebe o Carnaboi. A festa é uma mistura de carnaval com as toadas de boi-bumbá, ritmo do folclore amazonense, que pode ser conferido todos anos no Festival Folclórico de Parintins e no Festival Folclórico do Amazonas.

Durante as noites do Carnaboi, artistas e agremiações folclóricas de Manaus e Parintins se apresentam em palcos ou trios elétricos, a depender da organização de cada ano. Para que os foliões tenham acesso à pista, é obrigatório o uso de tururis, camisas personalizadas semelhantes aos abadás. E a cidade de Parintins também tem um Carnaboi para chamar de seu, realizado como parte da programação do Carnailha. 

Leia também: Conheça seis blocos que estão há mais de 20 anos no calendário do Carnaval de Manaus

Foto: Márcio James

Carnaval Huni Kuin (Feijó/AC)

Agora, se você é o tipo de pessoa que não gosta da "muvuca" carnavalesca, uma opção é ir na Aldeia São Francisco, localizada em Feijó (distante a 360 quilômetros de Rio Branco, no Acre), que realiza desde 2020 a 'Vivência Carnaval Huni Kuin'. 

Na programação estão incluídas refeições tradicionais, pintura corporal, brincadeiras indígenas, danças, aplicação da vacina do Kambô, uso do rapé e ayahuasca, contação de histórias, cerimônias de cura, dentre outras atividades.

O pacote para passar os 8 dias na aldeia custa R$5.100 e inclui traslado de Feijó/aldeia e da aldeia para Feijó, alimentação e hospedagem. O acesso à aldeia se dá por via fluvial. Este ano, o retiro acontece entre os dias 9 a 17 de fevereiro. Informações no link.

Foto: Reprodução/Ayshawa Travel

Veja mais notícias sobre CulturaAmazônia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 14 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/