Manaus 30º • Nublado
Domingo, 14 Abril 2024

Boa Vista Junina: conheça as quadrilhas que fazem parte do maior arraial Amazônia

O tradicional Concurso de Quadrilhas Juninas sempre promete levar muita alegria, brilho e cores para a arena do Maior Arraial da Amazônia, o Boa Vista Junina. O evento acontece normalmente no fim do mês de junho, na Praça Fábio Marques Paracat. Participam do concurso, 28 grupos nas categorias: Especial, Acesso e Emergente.

As apresentações duram entre 25 e 30 minutos e são avaliadas por uma bancada de jurados composta por nove integrantes. De forma técnica e criteriosa, esses profissionais avaliam quesitos como animação do grupo, animador, coreografia, casal de noivos, entrada, figurino, criatividade, desenvolvimento do tema e repertório.

Foto: Fernando Oliveira/Semuc/PMBV

A Arena Junina está em uma área estratégica, no meio da Praça do Fabinho, para acomodar as maiores atrações do evento. Em 2023 são quatro arquibancadas, sendo uma com acessibilidade, e a capacidade foi ampliada em 30% em relação 2022, com a possibilidade de receber 4.800 pessoas durante as apresentações.

Cada ano as quadrilhas selecionam temas específicos para defender na arena, em todos os Grupos, com o intuito de mudar suas classificações e, claro, vencerem a disputa, que ocorre de 20 a 26 de junho este ano. Confira as escolhas de 2023:

GRUPO ESPECIAL

AGITAÇÃO CAIPIRA - "O Avesso do Bordado" é o tema deste ano do grupo Agitação Caipira, que contará uma história de amor diferente, ao avesso do que tudo aquilo que estamos acostumados a ver. Fundado em 3 de julho 2010, pelo então presidente Adriano Soares Pontes, o grupo foi criado com a proposta de levar alegria e a magia do São João aos moradores do bairro Jardim Floresta.

AMOR CAIPIRA - Com o tema "Nossa Terra é quente de amor e Fé", o grupo levará ao tablado a história de um nordestino sofrido, um vaqueiro chamado Vicente, que mesmo com a morte do pai e a vida difícil na caatinga, vê uma esperança de dias melhores ao reencontrar seu grande amor de infância: A Rosinha. Fundada no dia 20 de fevereiro de 2005, o grupo nasceu do sonho de sete irmãos da família Mangabeira, que tinham amor pelas festividades juninas.

CORAÇÃO CAIPIRA – A quadrilha levará para o Maior Arraial da Amazônia, o tema: "Dinheiro, quem tem passa bem?". A ideia é mostrar que dinheiro não é tudo na vida, porém é necessário para a sobrevivência, mas a fé em Deus deve vir sempre em primeiro lugar. O grupo, fundado em 4 de novembro de 2004 por Francisco Araújo Chaves (Sheul Chaves) e Jair Oliveira Lima, recebeu o título de campeão no Boa Vista Junina em 2009.

CORAÇÃO DE ESTUDANTE - A quadrilha traz esse ano, o tema "Nordeste, Ôh Força da Peste!", mostrando no tablado que o povo nordestino é forte, inteligente, humano, cheio de cultura e muita fé. A 'Coração de Estudante' foi criada em 7 de janeiro de 2017, no município de São Luiz do Anauá e hoje é coordenada pela presidente Ariana Alves. Em 2022, foi campeã no Grupo de Acesso e, este ano, subiu para o Grupo Especial.

EITA JUNINO - Este ano, ela vem com o tema "No Picadeiro da vida, a Eita te convida para dançar", onde pretende levar ao público um pouco da magia circense às festas de São João. O Grupo Folclórico Quadrilha Eita Junino foi criado no dia 1º de abril de 1998 e fundado por Ronalson Cavalcante, Stélio Dener, Sandro Baré e Nazareno Teles. Coleciona diversos títulos nacionais, sendo atual campeã do concurso nacional Arraial Brasil 2022, de Brasília (DF).

EXPLOSÃO CAIPIRA - Já imaginou uma quadrilha junina feita de robôs? A Quadrilha Explosão Caipira te convida para fazer uma verdadeira viagem no tempo, diretamente para o São João do futuro! Fundada no ano 2000, a Explosão Caipira promete mostrar no tablado do Boa Vista Junina, que não há fronteiras para a criatividade. A Explosão do futuro vai mostrar que é possível inovar, sem perder as raízes e tradições.

FURACÃO CAIPIRA – O grupo preparou um espetáculo para exaltar "Roraima de Alma Migrante Nordestina". O tema escolhido pelo grupo vai destacar a tipicidade do Nordeste brasileiro, com suas contribuições na cultura nacional em contraste com a exaltação ao Estado de Roraima, enaltecendo ainda suas personagens que representam a história do Nordeste e que influenciaram na formação cultural e política do estado.

GARRANXÊ - O grupo promete fazer um espetáculo exaltando e valorizando a força de um dos grandes ícones femininos da cultura nordestina. A Xê, vai mostrar que as mulheres do país tem sangue de Maria Bonita e que não precisam aceitar nenhum tipo de agressão. A quadrilha fará um relato de tudo que Maria Bonita viveu em sua época. Além de incentivar as mulheres do mundo moderno a serem livres de pressões psicológicas e tudo que as prendam no medo.

MATUTA ENCANTÁ – Com o tema, "Meu Sertão é aqui", o grupo vai falar de amor, reencontro, sonhos e alma nordestina, mostrando no tablado que não tem só a seca por lá, mas também felicidade, alegria e muita fé, além da bravura do povo de sertanejo. O bando de Lampião também estará presente para festejar o São João no Maior Arraial da Amazônia.

SINHÁ BENTA – O grupo vai comemorar seus 10 anos nos tablado do BV Junina 2023, com o tema "Lá Fiesta". A proposta é levar uma apresentação cheia de cores, alegria e muita diversão. A Sinhá está de parabéns, mas quem ganha o presente é o público do maior Arraial da Amazônia, que vai prestigiar um espetáculo temático, com direito a música, dança, surpresa e muita emoção.

XAMEGO NA ROÇA - Criado em 1992, no município de Mucajaí, o grupo contará a história do boi vermelho de Parintins, o Boi Garantido e de seu fundador, Lindolfo Monte Verde. Promete encantar o público com uma linda homenagem ao boi mais querido da baixa do São José, fazendo todos dançarem no balanço da toada que celebra a nação vermelha e branca.

ZÉ MONTEIRÃO – O grupo levará uma reflexão sobre o "pão nosso de cada dia" e a luta diária do brasileiro em busca desse pão. Fundada em 1989, a quadrilha vai abordar em o amor ao próximo, ressaltando que o amor verdadeiro enfrenta tudo mesmo que lhe falte o pão. A Zé promete passar para o público a linda mensagem sobre importância de multiplicar e partilhar esse pão, assim como Jesus ensinou.

GRUPO DE ACESSO 

ARRASTA PÉ - Canudos, Fé, Peleja e Dor. É com esse tema que a Quadrilha Arrasta Pé se apresenta na Arena Junina do Maior Arraial da Amazônia. O grupo vai dançar, cantar e contar uma história de fé e luta de um povo sertanejo. Foi fundada em 2004, no bairro Nova Cidade, quando passou a atender a comunidade em situação de vulnerabilidade. Promovendo eventos culturais, ensaios e apresentações voltadas ao movimento quadrilheiro.

CORAÇÃO ALEGRE - Com o tema, "Amazônia, Insônia do Mundo", a Quadrilha Coração Alegre convida o público a fazer uma reflexão sobre o desmatamento e a importância da preservação da Amazônia. Com uma mistura de danças tradicionais juninas e indígenas, o grupo fundado em 2019 no município de Alto Alegre, promete uma apresentação surpreendente.

ESPANTALHO JUNINO - Fundado em 2005, o grupo contará a história da "Saga de um Vaqueiro". Em busca do título de campeã do Boa Vista Junina 2023, na categoria Acesso, a quadrilha vem se preparando para fazer uma grande espetáculo com uma disputa acirrada de vaquejada, mostrando perdas e as glórias de um vaqueiro apaixonado.

ESTRELA JUNINA - Este ano, a quadrilha vai mostrar "As Quatro Estações", retratando cada estação do ano de forma dançante: o verão é a parte do ano bem quente, o inverno é a estação da chuva e do frio, o outono quando as folhas caem e a primavera é o período que floresce.

FILHOS DE MACUNAIMA – Foi criada em 10 de fevereiro de 2012, no município de Mucajaí e fundada por Salomão Silva. O grupo levará o tema "O dono da festa, São João Batista", que fala sobre a história do Santo mais festeiro da época Junina de São João e do porque de acender fogueiras em sua homenagem no dia 24 de Junho. Além de retratar o São João tradicional de antigamente e um pouco do estilizado.

FORROZÃO - Esse ano, a 'Escola Forrozão' levará ao público a história do grande mito Makunaima, o filho do Sol e da Lua, que protege a vida dos povos da floresta e luta contra a degradação do meio ambiente. Criada em dezembro de 2006, a quadrilha já foi campeã no BV Junina, pelo Grupo de Acesso, nos anos de 2007, 2009, 2012 e 2016.

JOANINHA CAIPIRA – Para o Maior Arraial da Amazônia, a quadrilha vem com o tema "Alice na Amazônia das Maravilhas", onde faz uma adaptação regional Amazônica do conto infantil, escrito por Lewis Carroll. Criado em 30 de dezembro de 2010 na comunidade indígena Tabalascada, no município de Cantá. Ano passado, foi vice-campeã no Grupo Emergente e em 2023, concorre no Grupo de Acesso.

LUAR DO SERTÃO - A quadrilha vem esse ano com o tema "A fé que nos une é a fé que nos move", e busca levar ao público uma mensagem de um mundo melhor para todos os seres vivos. Mostrando que a fé traz sabedoria para unir e incluir as pessoas, pois é ela que vence todas as doenças incuráveis. A quadrilha Luar do Sertão foi criada em setembro de 2016 e fundada por Dirceu da Costa, Ronisson Goes e Sabrina Guimarães.

MACEDÃO – A Quadrilha Macedão, criada no ano de 1997, promete encantar o público com o tema "A Cidade dos Bonecos" para celebrar uma grande festa de São João. Não faltará alegria, diversão e toda magia e encanto dos bonecos no Maior Arraial da Amazônia.

NAMORO CAIPIRA – O grupo vai mostrar com a arte da dança que muitos podem ser como uma fênix e renascer todos os dias. A história promete emocionar o público que vai prestigiar o despertar de uma fênix, em plena festa de São João. A quadrilha Namoro Caipira foi fundada em maio de 1996.

SANFONA JUNINA - Agremiação Folclórica Cultural Sanfona Junina vai levar para o tablado do Boa Vista Junina, o grande conflito da sociedade, a escolha entre o bem e o mal. O grupo vai contar em forma de arte, dança e música, desde a criação do homem, baseado no livro de Gênesis, da Bíblia Sagrada, até a atual sociedade.

TRADIÇÃO MACUXI – Para o Boa Vista Junina 2023 o grupo vai trazer o tema "Lendas e Mitos do Monte Roraima", destacando um dos mais belos pontos turísticos do estado, suas belezas e encantos. Serão homenageados também os povos originários, como as tribos Taurepangues, Macuxi e Ingarikó. O grupo foi fundado no dia 13 de março de 1996, sob responsabilidade de Vanderson Porto Campos (Presidente) e Cleudimar Soares da Silva (vice-presidente).

GRUPO EMERGENTE 

CORAÇÃO DO SERTÃO - Este ano, a quadrilha junina tem como tema "Meu Coração é do Sertão" e vai contar os desafios e conquistas do povo sertanejo em busca de uma vida melhor. A 'Coração do Sertão' foi fundada no dia 2 de março de 2004, no município de São Luiz, por um grupo de amigos, para integrar os jovens da cidade em uma atividade cultural.

EVOLUÇÃO JUNINA – Com o tema "Não existe fim para aquele que acredita em recomeço", o grupo, criado em 2019, promete emocionar o público do Maior Arraial da Amazônia, com uma apresentação cheia de fé e muitas homenagens.

GUERREIROS DE JORGE – A história da banda de forró Mastruz com Leite será contada pelo grupo no Boa Vista Junina 2023. A Guerreiros de Jorge pretende levar para o tablado a energia do ritmo musical mais popular do Brasil.

SÃO VICENTE - Antes de se tornar quadrilha, era uma escola de samba. A primeira apresentação do grupo foi no Boa Vista Junina. A mensagem que desejam passar este ano, com o tema "Junho, o mês festeiro chegou", é a valorização da cultura popular através das danças do São João. 

Veja mais notícias sobre CulturaRoraima.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 14 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/