Manaus 30º • Nublado
Segunda, 18 Outubro 2021

Comunitários relembram criação da reserva Puranga Conquista em documentário

Em março de 2014, por meio da Lei Estadual n. 4015, foi criada a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Puranga Conquista, em Manaus. Antes categorizada como Parque Estadual do Rio Negro, a Reserva guarda histórias de luta, união e mobilização de lideranças indígenas e ribeirinhas. Parte dessas histórias são contadas pelos próprios comunitários no documentário 'Ouviram da Puranga - Histórias da Reserva Puranga Conquista' que será lançado nesta sexta-feira (26) às 19h, no canal Kariwa Bacana, no Youtube.

O projeto conta com o apoio da prefeitura de Manaus e governo federal, por meio do edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2020 – Lei Aldir Blanc e traz, em três episódios, relatos sobre o histórico de categorização e relação com o território.

Foto: Divulgação/Kariwa Bacana

"No Parque a gente não podia fazer nada, não podia existir ninguém aqui. A legislação do Parque é fechada para ter a floresta intocada. Aqui tem comunidade com mais de 100 anos. É muito difícil entender isso de querer esvaziar uma comunidade por conta da legislação", diz Raimundo Leite, presidente da APCT, Associação Mãe da Reserva, sobre o início do processo de recategorização.

Com produção da jornalista Patrícia Borges e do pesquisador Agenor Vasconcelos, o documentário também aborda temas como desenvolvimento sustentável, turismo de base comunitária, empreendedorismo feminino, preservação ambiental e cultural. As gravações foram realizadas com o apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e da Fundação Amazonas Sustentável (FAS).

"Como o nome diz, a ideia era ouvir os habitantes da Reserva para entender como eles se relacionam com aquele território. Entre outros assuntos como sustentabilidade e meio ambiente, ouvimos dos comunitários da Puranga suas experiências com o processo de recategorização na Unidade de Conservação", explica a produtora Patrícia Borges.

Raimundo Leite, presidente da Associação de Povos e Comunidades Tradicionais (APCT) da Reserva; Ádila Mattos, gestora da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, as lideranças indígenas Waldemir da Silva (comunidade Três Unidos) e José Pancrácio (Aldeia Nova Esperança) são alguns dos entrevistados na produção.

O trabalho dos Agentes Ambientais Voluntários (AAVs), desenvolvido pelos comunitários em parceria com a Sema e a linha de cosméticos Yara Amazonas produzida por Elisângela Ezequiel, Maria de Lourdes Souza e Damaris Gois também são registrados no documentário.

Celebrando sete anos de criação, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Puranga Conquista, localizada em Manaus, é formada por partes da Área de Proteção Ambiental (APA) da Margem Esquerda do Rio Negro Setor Aturiá-Apuauzinho e por partes do Parque Estadual do Rio Negro Setor Sul, criado em 1995.

Gerenciada pelo Governo do Amazonas, por meio da Sema em parceria com a APCT, a RDS beneficia 15 comunidades, são elas: Deus Proverá, Tatulandia, Caioé, Baixote, Araras, Bela Vista, Santa Maria, Terra Preta, Vila Nova do Chita, Pagodão, e Barreirinha, Boa Esperança, Nova Esperança,São Francisco do Solimõeszinho Nova Canaã. A comunidade Três Unidos não está inserida na Reserva, mas participa em conjunto das atividades desenvolvidas.

Veja mais notícias sobre NotíciasCulturaCidadesArteAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 18 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/