Manaus 30º • Nublado
Segunda, 29 Novembro 2021

A história do Anel de Tucum ou popularmente conhecido, anel de coco

ecace97eb7f8d551d91935e1f14d12cd

Todo mundo já viu ou ouviu falar do anel de coco, o acessório carrega diversos significados, podendo ser utilizado como representação de amizade, matrimônio e símbolo da comunidade LGBTQIA+.

Também conhecido como anel de coquinho, anel de coco e tucum, o surgimento do acessório e seu material representa muitos significados, há muitas décadas atrás. 

A história inicial do anel de tucum nasce no tempo do Império do Brasil, com início no século XIX. Na época, a realeza usava jóias de metais e ouro, enquanto que escravos e indígenas, criaram o chamado anel de tucum. Os senhores de engenho e as sinhás, em seus matrimônios usavam anéis de ouro, mas os escravos o faziam com o Anel de Tucum. 

Foto: Divulgação

 No período da escravidão no Brasil, o Anel de Tucum, simbolizava para os escravos, símbolo de amizade, união e resistência na luta pela libertação. Esse anel então, se tornou para as camadas sociais oprimidas, um símbolo de aliança e parceria.

O tucum (Bactris setosaé uma espécie de palmeira comum na Amazônia. Sua palmeira possui caules múltiplos e folhas, ambos repletos de espinhos. A palavra Tucum (ou Ticum) deriva do idioma tupi e significa "agulha para costura". A espécie recebe esse nome pois os indígenas brasileiros utilizavam seus espinhos para costurar. 


Foto: Divulgação

Fizeram, então, desse objeto rústico um símbolo de amizade entre si, pactos matrimoniais e também de resistência na luta por libertação. Desse modo, o anel de tucum era um símbolo cuja linguagem só eles conheciam. Um símbolo secreto da amizade deles e de suas lutas cotidianas.

Um tempo mais tarde, os cristãos passaram a interpretar o anel de tucum como um símbolo de fé e compromisso.

Com o surgimento da Teologia da Libertação, nos anos 60, com o crescimento da teologia no Brasil e o apelo das causas dos mais pobres e abandonados na América Latina. Com isso, um grande grupo de pessoas se dedicaram à luta dos mais fracos, rendendo testemunhos e martírios.

Atualmente, indivíduos que defendem a igualdade de direitos entre as pessoas também podem usar para demonstrar seu engajamento com as causas sociais, independente de religião.

Em outra vertente e significado, membros da comunidade LGBT utilizam o anel de tucum em diferentes dedos, como uma forma de identificação da orientação sexual.

Em 2005, foi discutido no fórum online AVEN (Asexual Visibility and Education Network), o uso do anel preto no dedo médio da mão esquerda, para representar os assexuados. No Brasil, normalmente é utilizado o anel de tucum, por sua coloração.

Enquanto isso, é comum o uso do anel de tucum no polegar entre lésbicas, como uma forma de identificação entre elas.

Veja mais notícias sobre CulturaAmazônia.

Veja também:

 

Comentários: 1

Maidi em Terça, 19 Outubro 2021 17:30

Linda reportagem.
Só uma observação, o termo correto é "assexuais" e não "assexuados".
Viva a união e a residência! ❤️

Linda reportagem. Só uma observação, o termo correto é "assexuais" e não "assexuados". Viva a união e a residência! ❤️
Visitante
Terça, 30 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/