10 anos de história: conheça 10 curiosidades sobre a Arena da Amazônia

A imponente obra inspirada na cultura indígena local, foi cenário de momentos memoráveis, desde jogos internacionais com a Seleção Brasileira à jogos históricos como a semifinal da Copa Libertadores Feminina.

A Arena da Amazônia Vivaldo Lima completa uma década de existência no dia 9 de março de 2024. Erguida como uma das sedes para Copa do Mundo FIFA de 2014, a imponente obra inspirada na cultura indígena local, foi cenário de momentos memoráveis, desde jogos internacionais com a Seleção Brasileira à jogos históricos como a semifinal da Copa Libertadores Feminina, com o time do Iranduba Esporte Clube em 2018.

Foto: Augustto Albuquerque/Divulgação

Confira 10 curiosidades sobre o espaço que se tornou referência do esporte e entretenimento da capital amazonense:

  • O estádio foi construído com investimentos de R$ 669 milhões, pagos pelo governo do Amazonas e com financiamento do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social).
  • Com um design que simula um grande cesto de palha indígena, a Arena da Amazônia encanta pela sua arquitetura única, mas também pela sua preocupação com a sustentabilidade.
  • Uma membrana de PTFE (politetrafluoretileno) translúcida na cor branca reveste a estrutura metálica e auxilia na redução da temperatura interna do estádio.
  • A Arena da Amazônia possui uma área de 84 mil m² e capacidade para mais de 44 mil torcedores.
  • Os assentos são de sete cores distintas, com tonalidades de amarelo, laranja e vermelho, para representar as frutas tropicais típicas da região dentro do ícone do cesto indígena.
  • O acesso dos torcedores ao estádio se dá por uma praça elevada de 72 mil m² (pódio), interligada às demais áreas do entorno da Arena (Sambódromo, Centro de Convenções e Av. Constantino Nery).
  • O estádio teve como jogo inaugural o clássico nortista Nacional e Remo-PA, no dia 9 de março de 2014, o duelo foi válido pela Copa Verde e terminou empatado por 2 a 2.
  • A Arena da Amazônia foi palco de grandes eventos esportivos, incluindo quatro jogos da Copa do Mundo de 2014, seis partidas das Olimpíadas de 2016, além de campeonatos estaduais de futebol, com recordes de público.
  • O maior público registrado até hoje foi na final da Série D em 2019, no duelo entre Manaus e Brusque, com 44.896 espectadores lotando o estádio.
  • Nem só de esporte se vive a Arena da Amazônia. O espaço recebe diversos shows, festivais, feiras e apresentações culturais. Entre os nomes que já se apresentaram no local estão: Scorpions, MAGIC!, Guns N’Roses, Kiss, Sandy & Junior, Luan Santana, Thiaguinho, entre outros. 

*Com informações da Sedel-AM

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Governo apresenta medidas implementadas na Terra Yanomami à Corte Interamericana de Direitos Humanos

Entre as novidades de 2024 apresentadas pela representante do governo brasileiro, está a implantação da Casa de Governo, em Boa Vista, Roraima.

Leia também

Publicidade