Polícia Federal desarticula grupo envolvido com tráfico internacional de drogas na Amazônia

A Superintendência de Polícia Federal do Amazonas (PF-AM) deflagrou na manhã desta quinta-feira (13) a Operação Betume, com objetivo de desarticular um grupo criminoso sediado em Manaus, dedicado ao tráfico internacional de drogas. Além da capital amazonense, a ação abrange o município de Tabatinga (AM), e os estados do Pará e Paraná.

De acordo com nota enviada pela PF-AM, desde as 6h, aproximadamente 100 agentes federais dão cumprimento a seis mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, oito de busca e apreensão, sete de condução coercitiva, além de diversos mandados de sequestro e bloqueio de bens móveis, imóveis e contas bancárias, expedidos pela Justiça Federal do Amazonas em desfavor dos investigados. As ações são cumpridas nas cidades de Manaus e Tabatinga, no Amazonas; Tomé-Açu, no Pará; e Curitiba, no Paraná.

Investigações e prisões

Ainda de acordo com a nota, as investigações foram conduzidas pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE-AM), e revelaram que o grupo criminoso possui fortes vínculos na região da tríplice fronteira entre Brasil, PeruColômbia. Na região, eram adquiridas drogas em transações chefiadas por um cidadão de nacionalidade peruana, que foi preso durante a operação, em Manaus. Dentre os presos, estão também dois advogados do Amazonas, que colaboravam para o sucesso das atividades ilícitas do grupo.

As investigações revelaram, também, que o grupo investigado adotava um elaborado modus operandi para o envio de grandes cargas de cloridrato de cocaína (cocaína de alta pureza, popularmente conhecida como ‘escama de peixe’ ou ‘brilho’) para o exterior. Neste processo, a droga era oculta no interior de maquinários, cilindros, tambores e outras peças de metal pesado, de maneira a se impedir, ou pelo menos dificultar, a localização através das ações de fiscalização ordinárias das forças de segurança pública.

Através deste sofisticado esquema, a droga era enviada de Manaus para países na Europa, Ásia, África, Oceania e América do Norte. Neste locais, em que o quilo da droga poderia alcançar valores superiores a 100 mil dólares, os lucros gerados para o grupo eram astronômicos.

No Brasil, foram apreendidas diversas cargas de drogas que se encontravam em processo de exportação para países como Senegal e Austrália, sendo apreendidas também, mediante cooperação internacional, cargas que já haviam deixado o território nacional, com destino a México, Estados Unidos, Canadá e Reino Unido. Os envolvidos serão indiciados pela prática dos crimes de tráfico internacional de drogas, de lavagem de dinheiro e de integrar o grupo criminoso.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Conheça as belezas naturais e 7 curiosidades de Oiapoque

Saiba quais são os monumentos, pontos turísticos e curiosidades que enriquecem a cultura e a história do município amapaense.

Leia também

Publicidade