Mais de R$ 300 mil em dinheiro é apreendido na Amazônia

As eleições 2016 estão movimentando o Brasil neste domingo (2). A fiscalização para que tudo ocorra dentro da normalidade para garantir o exercício da democracia é intensa desde o início do pleito. Várias ocorrências foram registradas, inclusive na Amazônia Legal. As que mais chamam a atenção são as que envolvem apreensão de dinheiro, até o momento foram apreendidos em cinco estados da região cerca de R$ 350 mil. Confira: 

Dinheiro foram apreendido em várias cidades da Região. Foto: Divulgação
Amazonas
Três cidades do interior do Estado foram palco de apreensão de dinheiro. Em Humaitá (distante a 671 quilômetros de Manaus), foi apreendido a quantia de R$ 143 mil. Já em Alvarães (distante a 531 quilômetros) o valor chegou a R$ 42 mil. No município de Parintins ( distante a 369 quilômetros de Manaus), a policia apreendeu a quantia de R$ 20 mil.

Amapá

O Ministério Público Eleitoral (MPE-AP), Tribunal de Justiça do Amapá (TJ-AP) e a Polícia Militar, encontraram o valor de R$ 5 mil reais jogados na lama no terreno da residência de um candidato a vereador no município de Cutias (distante a 135 quilômetros de Macapá)

Pará

Durante a ‘Operação Saruê’ realiza na manhã deste domingo (2), a Polícia Federal, em conjunto ao MPE e a Polícia Civil apreendeu mais de R$ 100 mil em dinheiro na cidade de Marabá (distante a 440 quilômetros de Belém).

Acre

A Policia Civil prendeu um grupo de pessoas que estariam comprando votos no município de Sena Madureira (distante a 145 quilômetros de Rio Branco). Os policiais aprenderam R$ 3,4 mil em dinheiro.

Maranhão

Na cidade de Timbiras (distante a 316 quilômetros de São Luís), a polícia prendeu o secretário municipal de Educação do município, Manoel Rocha, por suspeita de compra de votos, ele carregava mais de R$ 28 mil em dinheiro. Já na cidade de Lago de Pedra (distante a 310 quilômetros de São Luís), a Justiça Eleitoral apreendeu mais de R$ 15 mil.

*Mais informações em instantes
Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Censo Demográfico: quilombolas rondonienses tem idade mediana um ano a mais que população total

Na região norte, o maior índice de envelhecimento dos quilombolas foi apresentado por Mato Grosso (76,93) e os menores foram no Amazonas (23,4) e Amapá (28,96).

Leia também

Publicidade