Em dia de greve, Prefeitura de Manaus libera circulação de alternativos

A prefeitura de Manaus liberou, na manhã desta segunda-feira (26), a circulação de micro-ônibus do transporte alternativo, que normalmente atendem somente a zona Leste da cidade, no centro da capital. De acordo com reportagem publicada no G1 Amazonas, a decisão foi tomada em razão da greve que paralisou 100% da frota do transporte coletivo na capital.

Foto:Reprodução/Rede Amazônica

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) lembra que tarifa do transporte alternativo é igual a do convencional. Quaisquer alterção no valor deverá ser comunicada ao órgão, por meio do SAC SMTU 3653 4289 e 3654 7152. O valor do transporte executivo (R$ 4,20) também deve ser mantido.

Sobre a greve

Descumprindo determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) que acatou, na tarde deste domingo (25), o pedido feito pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), membros do Sindicato dos Rodoviários de Manaus cruzaram os braços e paralisaram a frota de 1.381 ônibus do transporte coletivo da cidade. Categoria reivindica 12% de reajuste salarial.

Na decisão, a desembargadora plantonista do Tribunal Regional do Trabalho da 11º Região, Solange Maria Santiago Morais, determinou que em caso de descumprimento, o Sindicato dos Rodoviários poderá ser multado em até R$ 100 mil por hora de paralisação. Além disso, os sindicalistas devem manter distância de no mínimo 50 metros da entrada das garagens, sob pena de multa no valor de R$ 100 mil por hora.

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Fundação Rede Amazônica visita SEBRAE/RR para fortalecer parcerias no estado

Nesta quarta-feira (17), a Fundação Rede Amazônica realizou uma visita à sede do SEBRAE em Roraima, marcando um importante...

Leia também

Publicidade