Mais 90 mil metros cúbicos de oxigênio chegam em Manaus esta semana, em operação da Marinha

Carga foi embarcada pela empresa White Martins em Belém e segue em balsa

Manaus receberá esta semana 90 mil m³ de oxigênio vindos de Belém, em uma operação realizada pela Marinha do Brasil, em parceria com os ministérios da Saúde e da Defesa.

Divulgação/Marinha

A carga, que saiu sábado (30) da capital paraense, é destinada à rede hospitalar de Manaus, cidade que vem enfrentando problema de abastecimento de oxigênio, nesse novo pico de pandemia de Covid-19. O tanque, abastecido pela empresa White Martins em Belém, segue em balsa por via fluvial, escoltada o tempo todo pelo Navio-Patrulha da Marinha brasileira.

As ações que vêm sendo realizadas para abastecer de oxigênio a rede hospitalar de Manaus fazem parte do planejamento estratégico executado pelo Ministério da Saúde (MS), para estabilizar o sistema de saúde do Amazonas, que entrou em colapso com o aumento de casos de coronavírus no estado.

Divulgação/Marinha

Além do transporte de oxigênio, o MS também está atuando na remoção de pacientes para outros estados e abrindo novos leitos em Manaus, cidade que também recebe doentes graves vindos do interior do estado. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, está à frente das ações, coordenando os trabalhos do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), o comitê de crise instalado na capital amazonense.  

Publicidade
Publicidade

Relacionadas:

Mais acessadas:

Trabalho sobre inseticidas feitos a partir de plantas da Amazônia no Acre é publicado em livro nacional

Estudos foram realizados com óleos essenciais produzidos a partir de plantas amazônicas, como o óleo essencial de pimenta-de-macaco.

Leia também

Publicidade