Manaus 30º • Nublado
Segunda, 29 Novembro 2021

Você sabia que a ave guará muda de cor ao comer caranguejos?

foto5_guara

O guará é uma ave que chama a atenção de todos que a observam por uma característica muito marcante: sua coloração vermelha viva. O nome científico do animal já descreve essa qualidade, Eudocimus ruber vem do grego 'do' = bom; dokimos = excelente e do latim 'ruber' = vermelho, ou seja, ave de coloração vermelha magnífica.

Mas afinal, de onde vem a plumagem vermelha que fica cada vez mais intensa com o passar do tempo? O Portal Amazônia explica esse fenômeno que provoca curiosidade.

Foto: Reprodução/Ademar H. Kawaguti

 De bico fino, longo e sutilmente curvado pra baixo, a ave guará chega a medir entre 50 a 60cm. Surpreendentemente, a ave não nasce com a coloração vermelha. Os indivíduos dessa espécie nascem com uma particularidade genética chamada leucismo.

O leucismo é a falta de pigmentação em partes do corpo de algum animal, o que confere a cor branca a animais geralmente coloridos. Isso se dá devido à genética e questões metabólicas.

Diferente do albinismo, que é a ausência total ou parcial da melanina, o guará não são sensíveis ao sol, são resistentes e sua pelagem os protege do calor.

Foto: Reprodução/Mathias Singer
De onde vem a coloração vermelha?

A tonalidade do guará está diretamente ligada com a sua alimentação, que é baseada principalmente no caranguejo chama-maré (Uca maracoani), que possui um pigmento (carotenos) que tinge as plumas.

Foto: Reprodução/André Inidio

Por isso, com o passar do tempo, a cor e torna mais intensa e brilhante conforme o animal envelhece.  Quando mantida em cativeiro, por sofrer alterações na sua alimentação natural, perde a cor vibrante e fica com a pelagem rosa claro.

Reprodução

Essa espécie realiza sua reprodução em colônias e os ninhos são feitos geralmente na beira dos manguezais e nos topos de árvores altas próximas aos mangues (zonas de transição entre o ambiente marinho e o terrestre). 

Foto: Reprodução/Leonardo Casadei

Hábitos

O guará forragea (procura alimento revirando e remexendo a terra) em pequenos grupos ou de forma isolada. Porém , quando jovens, andam em grupos maiores com aproximadamente 50 indivíduos. 

Foto: Reprodução/Ciro Albano

Além do Brasil, a ave pode ser encontrada na Colômbia, Venezuela, Equador, Guianas e na Ilha de Trinidad e Tobago, país onde a ave é símbolo. O tempo de vida do guerá é geralmente entre 10 e 16 anos.  

Veja mais notícias sobre Amazônia.

Veja também:

 

Comentários: 1

Roberval Bulgarelli em Sábado, 30 Outubro 2021 14:18

A coloração vermelha dos caranguejos "chama maré" ou "espera maré" (base da alimentação dos Guarás que vivem em áreas de mangues) vem das raízes da vegetação dos manguezais, que é rica em Beta Caroteno. ????

A coloração vermelha dos caranguejos "chama maré" ou "espera maré" (base da alimentação dos Guarás que vivem em áreas de mangues) vem das raízes da vegetação dos manguezais, que é rica em Beta Caroteno. ????
Visitante
Terça, 30 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/