Manaus 30º • Nublado
Domingo, 29 Janeiro 2023

Pássaro dançarino: conheça o sete-cores-da-Amazônia

larg_20221116-193131_1

Animais coloridos geralmente chamam a atenção por se diferenciarem dentre os demais. Quanto mais cores, mais despertam a curiosidade. Um deles é o sete-cores-da-Amazônia.

O Portal Amazônia mostra curiosidades do animal multicolorido presente na maior parte da Amazônia brasileira e também em todos os demais países amazônicos. Confira:

Foto: Jessica dos Anjos/BioDiversity4All

O sete-cores-da-Amazônia (Tangara chilensis) é uma ave de porte pequeno que se alimenta principalmente de sementes, frutas, pequenos invertebrados e vertebrados.

É passeriforme, ou seja, geralmente costuma ter suas plumagens exuberantes e se destacam pela beleza de suas cores. Também existem aquelas que acumulam admiradores por seu belo canto, tanto que o grupo recebe o nome de canoras - um pássaro canoro é pertencente à subordem dos pássaros empoleirados (Passeriformes), que contêm cerca de 5.000 espécies e cujo órgão vocal é tipicamente desenvolvido de forma a produzir um canto diversificado e elaborado.. 

Origem Tupi 

O nome do gênero do qual a ave faz parte, Tangara, significa "dançarino" na língua indígena tupi. O curioso é que apesar do nome científico fazer referência ao Chile, a ave jamais foi encontrada nesse país.

Atualmente, são reconhecidas quatro subespécies nessa família: T. c. chilensis, T. c. paradisea, T. c. caelicolor e T. c. chlorocorys. 

Características

A espécie possui uma coloração multicolorida e inconfundível com outras espécies. Mas outra característica típica da ave é que, por não possuir um dimorfismo sexual acentuado, é impossível determinar se o animal é do sexo feminino ou masculino apenas o observando.

Foto: Phil Kahler/BioDiversity4All

A sua cabeça tem um tom verde-limão enquanto o corpo é preto. Na direção da cauda a cor é amarela escura. A garganta é lilás ou violeta, às vezes parecendo azul-escuro. Próximo ao peito e barriga a cor é azul turquesa. O dorso muda completamente para o vermelho. E as pernas são cinza. Essa espécie chega a medir até 14 centímetros e pesar 19 gramas. Quando filhotes, são uma versão mais opaca dos adultos.

Embora possua uma plumagem rica em cores, quanto mais coloridos, menos a vocalização é melodiosa. Por isso, seu canto pode ser entendido como um assoviar finíssimo, com sequências prolongadas, que mais se parece com o som de um macaco da espécie sagui. 

Além de ser popularmente conhecida como sete-cores-da-Amazônia, também é chamada de saíra-do-paraíso, saí e saixê.

Habitat e distribuição

A sete-cores-da-amazônia vive em florestas úmidas do continente e em florestas inundáveis. A espécie está distribuída desde as Guianas e o sul da Venezuela até o norte da Bolívia e a Amazônia brasileira.

Geralmente vive em pequenos bandos (até 20 indivíduos) que frequentam as copas das árvores, forrageando e voando para outras árvores altas. 

Veja mais notícias sobre AmazôniaAmazônia Internacional.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/