Manaus 30º • Nublado
Terça, 26 Outubro 2021

Livro sobre combate ao coronavírus em comunidades ribeirinhas e aldeias indígenas é lançado no Amazonas

Foto: Divulgação/FAS

Reunindo entrevistas e relatos, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) lançou, neste mês, o livro 'Em nome da vida na Floresta: a articulação de parcerias no enfrentamento do coronavírus e o legado para o futuro da maior floresta tropical do planeta'. A obra é uma síntese com os principais resultados da Aliança Covid Amazonas, uma articulação liderada pela FAS em parceria com 112 empresas, prefeituras e instituições para combater os efeitos da pandemia em aldeias indígenas e comunidades ribeirinhas do Estado.

Estruturado em cinco capítulos, o livro narra o processo de criação e ativação da Aliança, que deu origem ao 'SUS na Floresta', uma estratégia de adaptação do Sistema Único de Saúde à realidade da Amazônia profunda. A obra destaca ainda os principais eixos estratégicos da Aliança - redução do contágio, saúde mental, diagnóstico e atenção básica de saúde, transporte de emergência, tratamento e retomada pós-pandemia - que foram primordiais para amenizar os impactos causados pela Covid-19.

Foto: Divulgação/FAS
De acordo com o superintendente geral da FAS, Virgilio Viana, o livro registra uma gratidão a todos os parceiros da Aliança Covid Amazonas e propõe uma perspectiva de futuro ao "SUS na Floresta". "A Aliança tem papel fundamental na construção dessa política pública ao implementar estudos de avaliação, adequação e aprimoramento da atenção básica de saúde em populações do interior do Amazonas. Neste caso, o livro também evidência a urgente necessidade de união entre conhecimentos tradicionais e científicos, como forma de aprimorar e fortalecer o sistema de saúde na região", explica Viana.

Até outubro de 2020, a Aliança Covid Amazonas arrecadou 32 milhões de reais em recursos financeiros e a doação de 7,9 milhões em equipamentos e materiais. Com esses recursos foi possível fazer doações de medicamentos, Equipamentos de Proteção Individual (EPI), testes rápidos, oxímetros, termômetros, máscaras, medidores de pressão, álcool gel e kits de higiene, entre outros. Além disso, a Aliança fez orientação técnica e capacitação para Agentes Comunitários de Saúde (ACS), em comunidades distantes e/ou isoladas, acolhimento psicológico para esses profissionais e moradores, além da instalação de mais de 100 pontos de telemedicina no Estado.

"Com base nisso, somando aos recursos financeiros, humanos e materiais das instituições parceiras da Aliança, conseguimos chegar a mais de 5.870 comunidades, aldeias e bairros de Manaus e outros municípios do Amazonas, beneficiando mais de 350 mil pessoas", informa o superintendente.

O livro 'Em nome da vida na Floresta' também relata a força-tarefa entre colaboradores e voluntários da FAS para fazer as doações chegarem a quem precisa. Com depoimentos de trabalhadores da linha de frente nas ações e que conhecem as realidades locais, o livro explica a logística complexa que possibilitou as atividades da Aliança.

"A obra sintetiza toda uma luta árdua diante de um processo desafiante e complexo, cuja urgência é grande. Sabemos que esta corrida contra o tempo não acabou e ainda temos muito trabalho pela frente no ano que está por vir. Mesmo assim, nada disso teria sido possível sem as parcerias da Aliança", resume o superintendente. 

Veja mais notícias sobre AmazôniaCidadaniaAmazonas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 26 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/